Selic

Juros básicos terminam o ano em 2%, decide Banco Central

Em meio ao aumento da inflação de alimentos que começa a estender-se para outros setores, o Banco Central (BC) não mexeu nos juros básicos da economia. Por unanimidade, o Comitê de Política Monetária (Copom) manteve a taxa Selic em 2% ao ano. A decisão era esperada pelos analistas financeiros. As informações são da Agência Brasil.

Com a decisão, a Selic está no menor nível desde o início da série histórica do Banco Central, em 1986. A Selic é o principal instrumento do Banco Central para manter sob controle a inflação oficial. Para 2020 a meta é de uma inflação de 4%.