Publicidade
Danos morais

Justiça condena a deputada do PSL Joice Hasselmann por livro da Lava Jato

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi condenada a pagar R$ 20 mil ao empresário Hermes Freitas Magnus, que a processou por danos morais relacionadoes ao livro escrito por ela sobre a Lava Jato. Ele pede R$ 2 milhões.

A decisão foi do juiz André Augusto Salvador Bezerra, do Tribunal de Justiça de São Paulo, em junho — mas a sentençã só ganhou repercussão hoje.

Magnus, supostamente o primeiro denunciante da Lava Jato, processou Joice e a editora Universo dos Livros em março de 2018 por ter citado o empresário como delator no livro Delatores — Ascensão e Queda dos Investigados na Lava Jato, em 2017. Ele alegou que a obra lhe rendeu "humilhação pública" e "grande sofrimento", já que foi retratado como "delator", e não como "denunciante".

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES