Justiça determina o afastamento de prefeito investigado por corrupção

A Justiça Federal acatou pedido do Ministério Público Federal (MPF) de Paranavaí e afastou o prefeito de Marilena, na região noroeste do Paraná, Brasílio Bóvis (PSD).

O pedido do afastamento feito pelo MPF apontava a possibilidade de Bóvis interferir no processo de improbidade administrativa que está respondendo. O político é investigado, junto com mais 12 pessoas, por terem fraudado licitações, superfaturarem preços e desviarem recursos municipais através de uma licitação realizada em março de 2001.

A investigação corre desde novembro do ano passado. Segundo o MPF, o esquema de corrupção desviou mais de R$ 237 mil, valor que deveria ter sido utilizado para a aquisição de materiais destinados ao atendimento de idosos do município.

O montante teria sido desviado por meio de um processo de compra de materiais de limpeza, máquina de lavar, computadores e alimentos perecíveis. A empresa contratada teria recebido o dinheiro, mas não entregou os produtos.

A decisão da Justiça Federal é válida até que o recurso montado pelo prefeito seja julgado.