Dia 27

Justiça marca júri popular de torcedor do Paraná Clube acusado de matar torcedor coxa-branca

(Foto: Franklin de Freitas)

O juiz substituto da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba, Thiago Flores, confirmou para o dia 27 de abril, às 8 horas, o júri popular do torcedor paranista Deyvis Lourival Moreira da Silva Junior por homicídio qualificado por motivo fútil e meio que resultou em perigo comum.. Ele é acusado de matar Lucas Siebre Gonçalves, que era torcedor do Coritiba, em 16 de novembro de 2019, em uma briga no bairro Xaxim, em Curitiba. Dayvis Júnior foi apontado por três testemunhas como autor do tiro que matou Lucas Gonçalves.

A vítima foi baleada na cabeça e nas costas e encaminhado em estado gravíssimo para o hospital, mas dois dias depois morreu. O julgamento será presencial, mas com acesso controlado de pessoas devido à pandemia. O réu, preso na Penitenciária Estadual de Piraquara, por exemplo, participará por videoconferência.

Na tarde do dia 16 de novembro de 2019, Lucas e amigos assistiram o jogo do Coritiba Foot Ball Club X Oeste de São Paulo, pela série B do Campeonato Brasileiro, no Estádio Major Antônio Couto Pereira, no bairro Alto da Glória. Após o fim da partida, o rapaz junto com pelo menos outros 50 torcedores seguiram de ônibus para o bairro Xaxim. Eles desceram do ônibus e foram até a região da Vila Brasília, onde uma torcida organizada do Paraná Clube fazia uma confraternização. Foi quando houve uma briga generalizada e Lucas acabou baleado.