Publicidade
Caso Daniel

Justiça revoga prisão de três dos acusados e manda tirar tornozeleira de Cristiana Brittes

A juíza Luciani Regina Martins de Paula, da 1ª Vara Criminal de São José dos Pinhais, revogo, ontem, as prisões de David William Vollero, Eduardo Henrique Ribeiro da Silva e Ygor King e mandou suspender o monitoramento eletrônico de Cristiana Brittes. Eles são réus no processo que apura o assassinato do jogador Daniel Côrrea de Freitas. David, Eduardo e Ygor estão presos na Casa de Custódia e, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR), deveria soltá-los ainda ontem.
A decisão acata o pedido feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR) nas alegações finais, apresentadas na terça. No texto, a juíza alega que a decisão acompanha “novos paradigmas” da Lei de Abuso de Autoridade que, segundo a juíza, “demandaria a substituição da custódia cautelar de tais réus por medidas alternativas”.
Com a decisão, apenas o empresário Edison Brittes, que confessou ter matado o jogador, continua preso na Casa da Custódia de São José dos Pinhais.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES