Assine e navegue sem anúncios [+]

Kashkari, do Fed, diz que é improvável que juros fiquem negativos

O presidente da distrital de Minneapolis do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Neel Kashkari, afirmou que, embora seja improvável que a taxa básica de juros fique negativa, "nada está fora de consideração". "Não há muitos interesses em fixar os juros abaixo de zero, mas não podemos dizer nunca", disse, em entrevista à TV CNBC

Kashkari também projetou que a economia americana entrará em recessão devido ao impacto do coronavírus. "Espero que seja uma recessão leve como a de 2001. Mas, se o pior cenário se concretizar e o vírus se espalhar, estaremos em uma situação como a da Itália, podemos ter (uma crise) como 2008", estimou.

O dirigente do BC americano defendeu a decisão de cortar as Fed funds para a faixa entre 0% e 0,25%, de forma extraordinária. "A noção de que não devemos ter um corte de 100 pontos-base porque precisamos guardar nossa munição é totalmente equivocada. Se você acelera mais cedo, não significa que gastou todo seu combustível", argumentou.

Segundo Kashkari, nos últimos anos, os juros ficaram abaixo da taxa neutra. "As pessoas querem voltar aos velhos tempos em que as taxas de juros estavam em 5%, mas isso vai depender de forças macroeconômicas", explicou.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK