Bahia 1 x 2 Athletico

Khellven, o garçom, é o melhor em campo do Athletico na Arena Fonte Nova. Confira as atuações

(Foto: José Tramontin/athletico.com.br)

Após garantir a vitória do Athletico no clássico contra o Coritiba, no último domingo, o lateral-direito Khellven voltou a brilhar nesta quarta-feira, contra o Bahia, em duelo na Arena Fonte Nova, válido pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois do Furacão sair atrás no placar, coubo ao jovem lateral-direito assumir o papel de garçom e dar duas assistências, para Christian e Pedro Rocha garantirem a virada e a vitória rubro-negra.

Abaixo você confere os detalhes sobre a exibição de cada um dos jogadores athleticanos.

ATUAÇÕES DO ATHLETICO

Bento (6,0)
Chegou a tocar na bola após a cobrança de falta de Lucas Mugni, mas não evitou o gol.

Khellven (8,0)
O garçom. Deu duas assistências e quase fez o gol dele no fim da partida.

Pedro Henrique (6,5)
Quase entregou um gol na segunda etapa para Rodallega. Fora isso, teve boa atuação.

Matheus Felipe (6,0)
Entrou aos 30-2º e manteve a segurança defensiva da equipe.

Nico Hernandez (6,0)
Foi batido algumas vezes no um contra um, mas foi bem nas bolas aéreas.

Abner (6,0)
Apareceu pouco no campo ofensivo, mas foi bem na saída de bola.

Hugo Moura (6,5)
Iniciou a jogada do gol de empate do Athletico. Atuação segura defensivamente.

Christian (7,0)
Apareceu como elemento surpresa na área adversária para garantir o empate aos 10-1º.

Pedrinho (6,0)
Entrou aos 18-2º. Criou uma grande jogada e esteve perto do gol, mas parou em Danilo Fernandes.

Pedro Rocha (7,0)
Mostrou oportunismo para aparecer na área e garantir a virada athleticana.

Erick (6,0)
Entrou aos 18-2º. Errou sete dos 11 passes tentados, mas bloqueou quatro chutes.

Terans (5,5)
Um chute perigoso aos 29-1º, mas pouco produziu além disso.

Léo Cittadini (6,0)
Entrou aos 8-2º. Acertou os oito passes que tentou, mas faltou participar mais do jogo.

Cuello (6,5)
Não teve medo de partir para cima do adversário, mas precisa ser mais incisivo.

Pablo (6,5)
Muita movimentação em campo e participação decisiva no gol da virada.

Matheus Babi (6,5)
Entrou aos 8-2º e teve uma participação interessante como pivô.