Publicidade

Kobe, Garnett e Duncan são finalistas para classe de 2020 do Hall da Fama

O Hall da Fama do basquete dos Estados Unidos anunciou o nome dos oito finalistas da classe de 2020 nesta sexta-feira. Kobe Bryant, que morreu no dia 26 de janeiro em um trágico acidente de helicóptero aos 41 anos, foi confirmado na lista. O anúncio dos escolhidos será no dia 4 de abril, em Atlanta.

Pouco dias depois da morte do astro do Los Angeles Lakers, Jerry Colangelo, presidente do Hall da Fama, já havia dito que ele seria incluído na cerimônia deste ano. Kobe participou de 20 temporadas da NBA, sempre pela franquia da Califórnia. Ele foi selecionado no draft de 1997 e se despediu das quadras em 2016.

Além de Kobe, Kevin Garnett, que mudou os rumos do Minnesota Timberwolves no início da década de 2000 e depois foi campeão da NBA pelo Boston Celtics, é outro indicado. A lista ainda tem Tim Duncan, astro do San Antonio Spurs, Tamika Catchings, dona de quatro medalhas de ouro olímpicas pela seleção americana, além dos técnicos Kim Mulkey, Eddie Sutton, Barbara Stevens e Rudy Tomjanovich.

Em 20 temporadas na NBA, Kobe conquistou cinco títulos, dois prêmios de MVP (jogador mais valioso) das finais, um de MVP da temporada regular, além de 18 indicações para o All-Star Game, o tradicional Jogo das Estrelas. Foram ainda dois ouros olímpicos pela seleção americana, em Pequim-2008 e Londres-2012.

Já Garnett ficou 21 temporadas na NBA e, além de Minnesota Timberwolves e Boston Celtics, defendeu o Brooklyn Nets. O ala foi eleito o MVP da temporada 2003-2004, além de conquistar o título em 2007-2008, ao superar o Los Angeles Lakers, de Kobe Bryant, nas finais.

Assim como Kobe, Duncan defendeu apenas uma franquia. Pelo San Antonio Spurs, o pivô foi cinco vezes campeão da NBA, além de receber o prêmio de MVP das finais três vezes e de MVP da temporada regular em duas oportunidades. Ele foi ainda bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas-2004.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES