Kuleba: pensaríamos duas vezes antes de concordar com cessar fogo proposto pela Rússia

O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, afirmou nesta quinta-feira, 26, que, no momento em que Rússia pedir um cessar fogo, significará que "eles estão a um passo de perder a guerra". Em um vídeo no Twitter, o diplomata indicou que Moscou não fará tal proposta até sentir que está na defensiva. "Quando eles fizerem isso, vamos pensar duas ou três vezes antes de concordar", disse Kuleba.

No entanto, o ministro reforçou que o país precisa de mais ajuda externa. "Precisamos de mais armas, sem artilharia, não conseguiremos derrotá-los", afirmou, indicando que neste âmbito, o exército russo possui vantagem. Além disso, Kuleba apontou: "Estamos trabalhando proximamente à União Europeia e aos Estados Unidos para aumentarem sanções contra a Rússia".

Segundo o ministro, as pessoas nas regiões ocupadas no leste do país querem viver na Ucrânia. De acordo com ele, é interesse de longo prazo de Kiev que "retomemos tais regiões".