Música

Lenda da música country, Kenny Rogers morre aos 81 anos

Kenny Rogers: cantor ganhou três prêmios Grammy e vendeu dezenas de milhões de discos
Kenny Rogers: cantor ganhou três prêmios Grammy e vendeu dezenas de milhões de discos (Foto: reprodução/You Tube)

Lenda da música country norte-americana, o cantor Kenny Rogers, morreu na noite de ontem aos 81 anos, segundo informou sua família hoje. "Rogers partiu em paz, em casa. Ele morreu de causas naturais, cercado por seus entes queridos", disseram os familiares em comunicado divulgado à imprensa.

A família indicou que será organizada uma cerimônia de despedida íntima, sem que esta decisão esteja relacionada "à situação nacional de emergência causada pela pandemia de COVID-19". Kenny Rogers deixa uma marca indelével na história da música americana e "com musicas que tocaram a vida de milhões de pessoas em todo o mundo", disse seu representante, Keith Hagan.

O cantor, também conhecido mundialmente por hits como "Lucille" ou "Islands in the Stream", ganhou três prêmios Grammy e vendeu dezenas de milhões de discos em todo o mundo. O álbum "The Gambler", lançado em 1978, foi um enorme sucesso internacional com vários discos de platina e se tornou sua música mais icônica. Rogers estrelou o filme "The Gambler", baseado em sua música, e gostava de brincar que não era um bom apostador. "Aprendi há muito tempo que não sou capaz de ganhar dinheiro suficiente para ficar empolgado, mas posso perder o suficiente para ficar deprimido", disse ele à NPR em 2015. "É por isso que não jogo".

Seu último show foi em Nashville, em outubro de 2017, onde dividiu o palco com sua amiga e colaboradora de longa data Dolly Parton para uma apresentação final de "Islands in the Stream". Em abril de 2018, ele cancelou as últimas datas de sua turnê de despedida devido a problemas de saúde. "Não quero adiar minha aposentadoria para sempre", disse Rogers.