Publicidade
Brasileirão

Lesão de Marcelo Cirino abre disputa de cinco candidatos por uma vaga

Lesão de Marcelo Cirino abre disputa de cinco candidatos por uma vaga
Nikão: favorito à vaga de Cirino (Foto: Geraldo Bubniak)

O ponta Marcelo Cirino, 26 anos, sofreu uma lesão muscular no último sábado (11) e ficará cerca de um mês em recuperação. O jogador foi a principal arma ofensiva do Atlético Paranaense no período pós-Copa do Mundo. Nos últimos seis jogos, marcou dois gols e sofreu um pênalti. 

Sem Cirino, o técnico Tiago Nunes tem cinco principais opções para essa vaga: Nikão, Bruno Nazário, Crysan, Rony e Anderson Plata.

O favorito é Nikão, que já vem entrando no lugar de Cirino nas últimas partidas. Apesar de jogar na mesma posição que Cirino, Nikão tem características diferentes. Não tem a mesma velocidade e não é destro como o titular. Mesmo canhoto, joga nos dois lados do campo – na esquerda ou na direita. Além disso, não usa tanto as jogadas de linha de fundo como Cirino e procura mais os chutes de fora da área. 

Tiago Nunes vem usando o esquema tático 4-2-3-1. Na linha de três, adota um meia centralizado (Raphael Veiga ou Guilherme) e dois jogadores de velocidade pelos lados. 

Marcinho, 23 anos, virou titular do lado esquerdo, mas também pode atuar na direita. O mesmo vale para Nikão.

Apesar do favoritismo dessa dupla, Tiago Nunes fez questão de deixar a disputa aberta. “Não é só o Nikão. Temos outros jogadores para essa posição. Vamos ver a melhor característica de jogador”, avisou.

Uma segunda opção seria utilizar Bruno Nazário, 23 anos, que pode atuar como meia centralizado ou aberto pelo lado do campo. A terceira alternativa pode ser Crysan, 22 anos, que atua nas pontas e também como centroavante.

O quarto nome da disputa é Rony, 23 anos, que também pode jogar nas pontas e como centroavante. O jogador está envolvido em um conflito jurídico com o Albirex Niigata, do Japão, e ainda não teve a documentação regularizada. O quinto nome, Anderson Plata, ainda não foi confirmado como reforço do clube. Ele tem características de jogo semelhantes às de Cirino.

Tiago Nunes também pode surpreender utilizando Bergson ou Pablo na ponta-direita. Os dois já atuaram nessa função, mas normalmente são escalados como centroavante pelos técnicos. O meia Guilherme jogava aberto pelo lado do campo com o técnico Fernando Diniz, mas é pouco provável que Tiago Nunes faça essa improvisação nos próximos jogos.

O Atlético volta a jogar no domingo, contra o Flamengo, na Arena da Baixada, pelo Brasileirão.

DESTAQUES DOS EDITORES