Crise do Coronavírus

Liberada com nova bandeira, Feira do Largo da Ordem aguarda protocolo do Turismo para reabrir

Protesto dos feirantes de Curitiba, ocorrido no final de julho: reabertura está próxima, finalmente
Protesto dos feirantes de Curitiba, ocorrido no final de julho: reabertura está próxima, finalmente (Foto: Valquir Aureliano)

Liberadas para voltarem a funcionar com o anúncio de que Curitiba está retomando a bandeira amarela no enfrentamento à crise do coronavírus, as tradicionais feirinhas de Curitiba devem retomar em breve as atividades e é possível que já no próximo final de semana a popular Feira do Largo da Ordem volte a acontecer, é claro que com a adoção de protocolos sanitários e sociais.

Segundo a secretária municipal de Saúde, Marcia Huçulak, o retorno da feira de domingo depende agora da criação de um novo regramento, que está sendo criado pela Secretaria Municipal de Turismo. Ela ainda explicou que nem todos os feirantes deverão voltar a trabalhar neste momento, já que muitos estão temerosos com relação à possibilidade de contágio pelo novo coronavírus e que outros também fazem parte do grupo de risco da doençA.

“Fizemos reuniões com os feirantes, estamos discutindo o espaçamento das barracas, a divisão. Nem todos os feirantes querem retornar. Vai voltar quem quiser e alguns não retornarão, até por insegurança, fazem parte do grupo de risco. A Feirinha retorna, com novo regramento, maior distanciamento, melhor distribuição das barracas e todos os protocolos, como uso de álcool, máscara...”, afirmou Huçulak em entrevista coletiva no final da tarde desta segunda-feira.

Ainda segundo a secretaria, toda a orientação aos feirantes já está sendo trabalhada pela secretária de Turismo, Tatiane Turra. “[O retorno agora] fica dependente da questão dos protocolos do Turismo”.