Publicidade
Campos Gerais

Liminar interrompe construção de Usina Hidrelétrica Tibagi Montante

Imagens da Escapa Devoniana, na regi\u00e3o dos Campos Gerais
Imagens da Escapa Devoniana, na regi\u00e3o dos Campos Gerais (Foto: Arquivo Bem Paraná)

Uma decisão  liminar, emitida pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR), determinou a paralisação das obras da Usina Hidrelétrica Tibagi Montante, em Tibagi, nos Campos Gerais do estado. A decisão foi publicada nesta terça-feira (17) le tem como base as irregularidades apontadas pelo Ministério Público (MP-PR) sobre os licenciamentos ambientais concedidos pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Segundo o MP, o local de instalação da hidrelétrica pertence a uma área do Parque Estadual do Guartelá, dentro da área de proteção da Escarpa Devoniana, entre outras irregularidades apontadas. De acordo com a decisão, as obras só poderão ser retomadas após as irregularidades serem resolvidas pela empresa responsável, pela prefeitura e pelo IAP. A multa pelo descumprimento é de R$ 500 mil por dia.

A hidrelétrica no Rio Tibati terá potência de 32 megawatts (MW) e começou a ser construída no dia 1º de dezembro 2017. O investimento é de R$ 217 milhões. O reservatório de 725 hectares envolve 28 propriedades rurais de Tibagi. Deste total, 406 hectares serão alagados.

 

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES