Balanço

Litoral do Paraná registra quase 300 encalhes de animais marinhos em um mês

(Foto: LEC/UFPR)

No mês de outubro, a equipe do Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC), da Universidade Federal do Paraná (UFPR),  Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), registrou 294 encalhes de animais marinhos no Litoral do Paraná, sendo 284 mortos e 10 vivos.

As espécies de maior ocorrência no período foram os pinguins-de-magalhães (Spheniscus magellanicus), bobo-pequeno (Puffinus puffinus), tartarugas-verde (Chelonia mydas), tartarugas-cabeçuda (Caretta caretta), com maior ocorrência entre os municípios de Matinhos e Pontal do Paraná. Outubro também foi o mês em que o Laboratório registrou a  15ª baleia jubarte encalhada sem vida no estado. O grande número de ocorrências envolvendo a espécie vem sendo estudado pelos laboratório. 

Embora o registro de número de animais mortos sempre seja maior do que animais vivos, a equipe do LEC celebra a reabilitação e soltura de uma tartaruga-verde e uma fragata (Fregata magnificens), além de quatro pinguins-de-magalhães que foram resgatado pela nossa equipe e soltos pela equipe da R3Animal, em Florianópolis, e a soltura de uma foca-caranguejeira (Lobodon carcinophaga), a qual foi liberada a 8 milhas (~16 km) da costa paranaense.

Caso você encontre animais marinhos debilitados ou mortos, ligue 0800 642 3341 ou via whatsapppelo telefone (41) 99213-8746.