Publicidade
Esporte

Liverpool perde da Roma, mas volta à final da Liga dos Campeões após 11 anos

Jogadores do Liverpool comemoram gol sobre a Roma
Jogadores do Liverpool comemoram gol sobre a Roma (Foto: Reprodução/twitter.com/LFC)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de mais de uma década sem figurar em uma final de Liga dos Campeões, o Liverpool, quinto clube que mais vezes venceu o torneio com cinco taças, enfim volta a uma decisão europeia. A confirmação da vaga veio mesmo com a derrota por 4 a 2 para a Roma, nesta quarta-feira (2), na capital italiana. 

A última vez que a equipe havia disputado uma final da competição foi na temporada 2006/2007, quando perdeu para o Milan por 2 a 1, em Atenas.

A classificação marca também o retorno de um clube inglês à decisão. Na temporada 2011/2012, o Chelsea enfrentou o Bayern de Munique, na Alemanha, e ficou com o título.

Após abrir boa vantagem no jogo de ida contra a Roma, no qual venceu por 5 a 2, o Liverpool conseguiu segurar os italianos nesta quarta e, com a derrota por 4 a 2, garantiu a ida a Kiev, no dia 26 de maio, para encarar o Real Madrid.

O Liverpool pode comemorar o retrospecto diante do gigante espanhol em decisões de Liga. Na final de 1981 disputada em Paris, a única entre eles, os ingleses levantaram o troféu depois de baterem o Real por 1 a 0.

Com o Estádio Olímpico de Roma lotado, foram os comandados de Jürgen Klopp que começaram melhor. Logo aos 9 minutos, aproveitando um erro de passe de Nainggolan no campo da Roma, Mané recebeu cara a cara com Alisson e abriu o placar.

Logo depois, os italianos chegaram ao empate em lance bizarro. O zagueiro Lovren tentou afastar o perigo com um chutão, mas acertou a cara do companheiro Milner. A bola foi parar no fundo do gol.

A Roma tinha uma grande diferença para tirar, mas outro gol do Liverpool tornou a missão ainda mais difícil. Wijnaldum  desviou de cabeça após branco na defesa italiana.

No início do segundo tempo, o bósnio Dzeko igualou novamente o placar. Nainggolan acertou belo chute de fora da área aos 40 minutos e, no último minuto de jogo, o belga ainda converteu um pênalti a favor da Roma, mas não suficiente para reverter a derrota da ida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES