Publicidade
Literatura

Livro que ataca o excesso de ‘politicamente correto’ é lançado no Brasil

(Foto: Divulgação)

Discurso extremo do novo feminismo. Aborto. Movimentos de esquerda. Discursos “democráticos” que impedem a liberdade de expressão. E, principalmente, o excesso de “politicamente correto”. Todos esses assuntos são alvos de ataque do escritor inglês Milo Yiannopoulos, uma das personalidades mais polêmica da internet, em seu livro ‘Dangerous – O maior perigo é a censura’, que chega neste mês às livrarias pela Faro Editorial.

Provocador, autêntico e com um senso de humor carregado de acidez, Milo discute tabus, rebate críticas e promove uma verdadeira guerra contra o mainstream ideológico. Homossexual assumido e casado com um parceiro negro, Milo é odiado por movimentos radicais, tanto pelos conservadores quanto por progressistas. Ele também defende uma política mais severa na admissão de imigrantes e refugiados aos Estados Unidos. Com tanta polêmica, o autor foi expulso do Twitter, censurado por universidades e o lançamento de seu livro foi boicotado após surgir uma campanha difamatória acusando-o de pedofilia. Mas esse ataque não o calou.

Milo tornou-se a figura mais polêmica das redes sociais ao falar aquilo que muitos não têm coragem expor sem gerar grandes inimizades, e agora essas ideias chegam ao Brasil. O autor se tornou uma das vozes mais ativas da internet ao redor do mundo e está sempre está no centro das questões polêmicas. Ele luta pelo direito à livre expressão, doa a quem doer. E em seu livro discorre sobre censura, preconceito, homossexualidade, política, terrorismo e tudo o que movimenta o mundo das redes sociais. E, não, este não é um livro sobre discurso de ódio ou sobre desrespeito a qualquer grupo ou minoria. Milo aborda ideias que estão sendo debatidas em todo o mundo neste momento e, quase sempre, com um único viés ideológico.

 

Ficha Técnica

Título: Dangerous – O maior perigo é a censura

Nº de páginas: 288

Preço: 44,90

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES