Racismo

Londrina também é palco de protesto contra morte de homem negro no Carrefour

Londrina, no norte do Paraná, foi palco na noite desta sexta-feira de uma manifestação contra o racismo, que contou com a participação de pelo menos 100 pessoas, segundo informações do portal Bonde. Assim como em Curitiba, a manifestação ocorreu em uma loja da rede Carrefour.

Na quinta-feira, o supermercado virou palco simbólico da luta contra o racismo, depois da morte de João Alberto Silveira Freitas. O homem negro de 40 anos havia ido até o supermercado com sua esposa para comprar a janta. Acabou sendo espancado e morto por seguranças do Carrefour numa loja em Porto Alegre. As agressões foram gravadas e viralizaram nas redes sociais.

Os londrinenses que participaram do ato ficaram na porta principal do estabelecimento, que fica ao lado de um shopping na zona sul da cidade. Diversas entidade sindicais e movimentos sociais participaram do protesto, que também fez referência ao Dia da Consciência Negra.