Coritiba

Luccas Claro vai a julgamento e pode não jogar mais no ano

O zagueiro Luccas Claro, do Coritiba, corre risco de não jogar mais neste ano. Ele será julgado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) por causa de um lance em uma partida contra o Palmeiras, em 11 de outubro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se condenado, pode pegar até seis jogos de suspensão, pena que extrapolaria as cinco rodadas que restam ao time no Brasileirão.

O lance que leva o zagueiro a julgamento ocorreu aos 4 minutos do duelo entre Palmeiras e Coritiba. Foi um carrinho no meia Tiago Real – que, curiosamente, foi colega no zagueiro nas categorias de base do próprio Coritiba –, que avançava com a bola pelo lado esquerdo da defesa coxa-branca. Na ocasião, o árbitro Jailson Macedo de Freitas deu cartão amarelo ao defensor.

Ao analisar as imagens do jogo, a Procuradoria do STJD denunciou o zagueiro no artigo 254 (Jogada violenta) do Código Brasileiro de Justiça Despotriva (CBJD). A pena prevista é suspensão de dois a seis jogos. O zagueiro será julgado nesta quarta-feira, às 17 horas, pela Terceira Comissão Disciplinar do tribunal. Luccas Claro deverá ser defendido pelo advogado Itamar Côrtes.

Time — Após a folga de ontem, os jogadores do Coritiba voltam aos treinos hoje. O time pega o Atlético-MG no domingo, dia 4, às 19h30, no Couto Pereira. Num primeiro momento, o técnico Marquinhos Santos não tem desfalques, pelo menos não em relação à escalação que enfrentou o Fluminense — e levou 2 a 1 — na quinta-feira.