Após eliminação contra o River

Lucho despista sobre futuro no Athletico e fala em vaga na Libertadores 2021

Lucho: "Esse grupo tem coisas importantes pela frente"
Lucho: "Esse grupo tem coisas importantes pela frente" (Foto: Reprodução de vídeo)

O veterano meia Lucho Gonzalez deixou em aberto seu futuro no Athletico na próxima temporada, depois da eliminação da equipe na Copa Libertadores da América. Na terça-feira (1), o time foi derrotado pelo River Plate e saiu do torneio. O meio-campista argentino fala que o time deverá brigar por vaga na Libertadores no próximo ano, mas ele mesmo não disse se vai ficar – ele está com 39 anos e tem contrato apenas até fevereiro de 2021.

“Não é o momento para ficar falando disso. Como disse, temos que dar parabéns pelo grande esforço que tivemos, ressaltar isso”, afirmou Lucho, ainda na Argentina, sobre seu futuro no clube. “Acho que é o mais importante que a gente tem para falar nesse momento”.

No atual momento, o Athletico está em 12º lugar no Brasileirão, com 28 pontos, a 9 pontos da zona de acesso às quatro vagas diretas na Libertadores. Segundo o site Chancedegol, a possibilidade do time paranaense chegar à Libertadores no atual momento é de 0,7%. Mas a chance pode aumentar. O Brasil classifica quatro times direto para a fase de grupos através do Brasileirão e tem mais duas vagas na fase preliminar da Libertadores. Além disso, o campeão da Copa do Brasil ganha vaga direta – três dos quatro semifinalistas (Grêmio, Palmeiras e São Paulo) estão à frente do Furacão e, se um deles vencer, abriria mais uma vaga via Brasileirão. Por fim, se o campeão da Libertadores for um time brasileiro, abre-se mais uma vaga.

Segundo Lucho, o time tem condições de brigar por vaga na Libertadores, principalmente pelo que mostrou diante do River Plate. “Lutamos de igual pra igual com um grande rival”, afirmou ele. “Nosso grupo está muito bem. Agora é focar no Brasileiro para tentar voltar novamente para a competição, na qual o Athletico merece estar sempre”, continuou. “Demonstramos para nós mesmos que com dedicação, concentração, esforço, esse grupo tem coisas importantes pela frente, sobretudo no Brasileiro. É isso que temos que aspirar daqui pra frente”.

O técnico Paulo Autuori concorda com o meio-campista. “Não é um caminho fácil, é longo, árduo e difícil, mas acredito, pelo o que mostramos contra o River. Isso nos dá alguma tranquilidade em relação ao futuro”, afirmou ele.

O treinador vê um consolo na eliminação na Liberadores: poderá ter mais tempo de recuperar jogadores lesionados e infectados pelo coronavírus – na terça-feira, eram 11 desfaçlques por causa da Covid-19. “É canalizar todos os nossos esforços para o Campeonato Brasileiro sabendo que vamos ter algum tempo para recuperar os jogadores com uma sequência de jogos muito grandes e treinar, o que é raridade no futebol brasileiro. A ênfase vai ser na recuperação dos jogadores que estão com muitos jogos nas costas e na recuperação daqueles que estavam com Covid-19”, disse o treinador.