São Paulo

Luiz Flávio Gomes morre aos 61 anos em São Paulo

(Foto: Agência Brasil)

O jurista e deputado federal por São Paulo Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) morreu na madrugada desta terça-feira, dia 1º, em São Paulo. LFG, como era conhecido, vinha lutando contra uma leucemia desde o ano passado. Gomes formou-se pela Faculdade de Direito de Araçatuba (SP) em 1979. Também estudou nas Universidades de São Paulo (USP) e na Complutense de Madri, Espanha, onde concluiu seu doutorado em Direito Penal. Na carreira jurídica, atuou como agente de polícia, delegado, promotor de Justiça, juiz de direito e advogado.

Nacionalmente, ganhou projeção ao idealizar e fundar a rede de ensino LFG, especializada em cursos da área jurídica e preparação para concursos, pioneira no Brasil em transmissão de cursos via satélite.

O PSB, partido de LFG, comunicou o falecimento do deputado com um comunicado em seu site. O presidente nacional da sigla, Carlos Siqueira, lamentou a perda. "Lamento profundamente a perda do deputado Luiz Flávio que, embora novato, se revelou um grande quadro político e parlamentar, além de um figura de extraordinário valor humano."

Líderes políticos de diversos partidos também lamentaram a morte do deputado federal. O ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), foi um dos que escreveu em homenagem à morte do companheiro de partido. "Hoje perdemos um amigo valente! Obstinado e inteligente! Estreou tarde na política, mas sempre com sucesso!."

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) foi outro a lamentar. "Luiz Flávio Gomes lutava contra a leucemia há 6 meses. Em janeiro fez transplante de medula óssea e recuperava-se bem, mas passou mal ontem", escreveu o ex-presidenciável.