Santos

Lula depõe sobre ocupação do triplex no Guarujá, em abril de 2018

(Foto: Agência Brasil)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será ouvido pela delegada Luciana Fuschini, da Polícia Federal (PF) de Santos, no litoral de São Paulo, nesta na manhã desta terça-feira, 26. O ex-presidente deve falar a respeito da ocupação do Condomínio Solaris e do apartamento de cobertura triplex, no balneário do Guarujá, em Santos, em 2018. O depoimento será na Superintendência Regional de Polícia Federal no Paraná, em Curitiba, onde Lula está preso, a partir das 10 horas, via conferência.

A ocupação foi em 16 de abril do ano passado, nove dias depois de Lula se entregar à PF para cumprir a condenação na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e da Frente Povo Sem Medo ocuparam o imóvel após invadir o edifício, localizado na orla da Praia das Astúrias, em Santos. Eles permaneceram no apartamento por cerca de quatro horas e saíram após negociação com policiais militares.

A delegada abriu, então, inquérito no mesmo dia por "esbulho possessório", quando há uma invasão violenta feita por um grupo a um bem. À época, os advogados dos dois movimentos se apresentaram na delegacia da Polícia Federal, mas não indicaram os envolvidos no ato.

O inquérito corre em sigilo.