Publicidade
Liga dos Campeões

Com Bruno Guimarães titular, Lyon vence a Juventus de Cristiano Ronaldo

Jogadores do Lyon comemoram a vitória
Jogadores do Lyon comemoram a vitória (Foto: Divulgação/twitter.com/OL)

O Lyon largou na frente da Juventus por uma vaga nas quartas de final da Liga dos Campeões da Europa. Nesta quarta-feira, no Parc OL, na França, o time francês jogou melhor, principalmente no primeiro tempo, venceu por 1 a 0 e agora joga pelo empate em Turim, no dia 17 de março, para eliminar a equipe de Cristiano Ronaldo. Tousart fez o gol.

O médio-centro Bruno Guimarães, vendido pelo Athletico Paranaense ao Lyon, fez sua primeira partida pela Liga dos Campeões. Ele foi titular do Lyon e teve a segunda maior nota da partida, com 7,8, segundo o site WhoScored. Só ficou atrás do volante Tousart, com 8,2, francês autor do gol da vitória.

A primeira chance foi da Juventus, em cruzamento de Cristiano Ronaldo que Cuadrado não conseguiu alcançar, logo aos 4 minutos, mas o Lyon teve um desempenho melhor na etapa inicial. A equipe francesa soube pressionar na saída de bola com eficiência e aproveitou para abrir o placar no momento em que o adversário estava sem um dos zagueiros.

O gol saiu aos 31 minutos. Aouar recebeu de Cornet pelo lado esquerdo, fez ótima jogada individual e cruzou para Tousart. O atacante finalizou de pé esquerdo, no ângulo, sem chances para Szczesny. No momento da jogada o zagueiro holandês De Ligt estava do lado de fora, sendo atendido por causa de uma pancada na cabeça.

Em seu primeiro jogo pela Liga dos Campeões, Bruno Guimarães, ex-Athletico Paranaense, também teve bom desempenho, com força na marcação e bons passes para iniciar os movimentos ofensivos do Lyon. Pelo lado da Juventus, apenas Cristino Ronaldo buscava o jogo e criava boas situações.

A diferença entre os times no primeiro tempo foi facilmente notada com os números. Foram 11 finalizações do Lyon, incluindo uma bola no travessão em cabeçada de Ekambi após cobrança de escanteio, contra apenas quatro da Juventus.

A Juventus voltou melhor para o segundo tempo. Com mais posse de bola (63%), o time italiano tinha o domínio territorial e criava oportunidades. Em apenas 25 minutos, foram quatro finalizações, o mesmo número da etapa inicial. Na melhor delas, Dybala finalizou de pé esquerdo para fora após cruzamento de Alex Sandro.

Com o crescimento do rival, o Lyon recuou suas peças e se fechou para garantir o resultado. A Juventus pressionou até o final, mas, apesar de mais do que dobrar o número de finalizações - foram dez apenas no segundo tempo - e reclamar de dois pênaltis, não forçou nenhuma defesa do goleiro Anthony Lopes.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES