Marcelo Lomba confia na força do Inter no Beira-Rio em duelo diante do Olimpia

Marcelo Lomba espera que o Internacional deixe as críticas da derrota para o Juventude de lado e mostre sua força atuando no Beira-Rio no duelo com o Olimpia, pela Copa Libertadores. O estádio é a arma para a equipe gaúcha tentar se isolar na liderança e ficar em boas condições de classificação em confronto nesta quarta-feira.

"A chave está embolada, mas, fora isso, o Inter é muito forte dentro de casa. Temos que usar isso em momentos decisivos", afirmou Marcelo Lomba. "Com o revés na Bolívia (diante do Always Ready), todos os outros jogos ficaram mais importantes. Mas estamos com uma expectativa boa, de retornar ao Beira-Rio em condições normais e voltar a jogar bem."

Um dos alvos da revolta da torcida após o revés de 1 a 0 na Serra Gaúcha, o goleiro garante não se incomodar com as cobranças. "Eu só continuo trabalhando, ouvindo quem pode me ajudar, apoiado na minha família e sendo feliz pois visto uma grande camisa."

Mas culpa a condição ruim do gramado para se defender daquela derrota. "A gente não conseguiu jogar muito por conta do campo também", garantiu. E revelou qual o Inter que os torcedores podem esperar nesta quarta-feira. "A gente quer manter o nível de atuação do Deportivo (Táchira, com goleada por 4 a 0). E acredito que amadurecemos no sistema do Miguel (Ángel Ramírez, treinador)."

Para isso, aposta em bela estreia do atacante Taison contra os paraguaios. O goleiro vê o reforço como diferenciado e esbanja confiança de que ele possa fazer a diferença na equipe. Aproveita, também, para fazer pressão pela permanência do amigo Guerrero.

O peruano estaria tentando romper o contrato. "Eu respondo por mim, na minha cabeça ele está conosco até o final do ano. Se pensamos em títulos e em um grupo forte, contamos com ele", afirmou. Reunião entre clube e agente só jogador não chegou a uma conclusão e o contrato segue vigente.

"O Paolo é um grande amigo e excelente profissional. O Inter também sempre honra os compromissos. Tem que conversar isso internamente e não publicamente. Temos de somar forças, ainda mais nesse momento se semifinal e Libertadores", pediu Lomba.