Eleições suplementares

Marcondes Araújo da Costa é eleito prefeito de Munhoz de Mello

Duas mil oitocentas e trinta eleitoras e eleitores compareceram neste domingo (11) às urnas em Munhoz de Mello para escolher a nova administração municipal. A votação foi ocorreu das 7h às 17h, respeitando os protocolos de segurança sanitária, em dois locais de votação. O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Tito Campos de Paula, e o diretor-geral do Tribunal, doutor Valcir Mombach, estiveram no município de Munhoz de Mello acompanhando a eleição.

Segundo o presidente, a eleição transcorreu na mais absoluta normalidade, com todas as medidas de segurança respeitadas. “Nas filas, foi mantido um distanciamento até mesmo superior ao recomendado entre as pessoas, que em poucos segundos entravam na seção eleitoral, se identificavam, votavam e retornavam para suas casas em segurança”, disse. O uso de máscara de proteção era obrigatório e o horário das 7h às 10h foi preferencial para pessoas com idade acima de 60 anos.

A chapa vencedora foi Coligação Renovação, União e Trabalho (MDB/PL), do prefeito Dr. Marcondes (Marcondes Araujo da Costa) e do vice-prefeito Bruno (Bruno Deyvison Araujo) com 1.535 votos (55,22%). A apuração encerrou-se às 17h15, quando foi revelado o novo prefeito do município.

Foram registrados 2.780 votos válidos (98,23%), 17 votos brancos (0,60%) e 33 votos nulos (1,17%). Nenhuma urna apresentou problemas técnicos e teve que ser substituída. Das 3.310 pessoas aptas a votar no município, 2.830 compareceram às urnas (85,5% do eleitorado). Dez pessoas enviaram justificativa por ausência pelo aplicativo e-Título. Os números finais da votação podem ser consultados na plataforma Resultados.

A Justiça Eleitoral agradece a colaboração de 44 mesárias e mesários, seis motoristas, dois secretários de prédio, dois coordenadores de acessibilidade e quatro auxiliares de serviços eleitorais. Houve apenas um mesário faltoso. 

Quem não compareceu às urnas em Munhoz de Mello e não justificou a ausência deve fazê-lo pelo app e-Título ou pelo Sistema Justifica em até 60 dias. Se a pessoa estiver no exterior, o prazo é de até 30 dias do retorno ao país. A solicitação de justificativa será encaminhada à juíza eleitoral, por isso é preciso informar o motivo da ausência e anexar o comprovante daquilo que foi relatado. Depois da análise da solicitação, a pessoa é notificada da decisão.

As eleições suplementares foram fixadas pelo TRE-PR devido ao indeferimento do registro de candidatura de Gilmar Jose Benkendorf Silva, candidato eleito para prefeito de Munhoz de Mello nas eleições de 15 de novembro de 2020 (Processo relacionado: PET 0600030-98).