Publicidade
Novembro Roxo

Maternidade de Curitiba comemora o Dia Mundial da Prematuridade

(Foto: Divulgação Hospital e Maternidade Santa Brígida)

O Hospital e Maternidade Santa Brígida, de Curitiba, realiza diversas ações em comemoração ao Dia Mundial da Prematuridade, celebrado no sábado (17). A programação integra também a Campanha Nacional Novembro Roxo, que promove um mês inteiro de atividades de conscientização sobre o tema.

De acordo com a coordenadora médica da UTI Neonatal do Santa Brígida, Gislayne Nieto, entre os objetivos principais da campanha está o de explicar quais os cuidados devem ser tomados para evitar que bebês nasçam antes da 37ª semana de gestação.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), os prematuros respondem por 10% dos nascimentos no mundo, e na Maternidade Santa Brígida os atendimentos seguem este índice também.

“Visamos mostrar que a prematuridade pode ser evitada com um pré-natal adequado e também que caso um bebê nasça prematuro estamos cada vez mais preparados para realizar o atendimento integral dele”, afirma.

As comemorações terão a sua abertura oficial realizada no dia 21 de novembro com a palestra da Psicóloga Priscila Sermann, do Grupo de Apoio à Prematuridade. Haverá ainda relatos de experiências de pais e médicos e um encerramento com a apresentação da Cantata Gente Presente.

A partir do dia 21 até o final do mês, a celebração segue com outras atividades. Os integrantes da equipe da UTI Neonatal da Maternidade usarão camisetas alusivas ao Novembro Roxo e uma exposição de fotos pretende reviver as emoções do período de internamento dos bebês prematuros nascidos no Hospital.

Expectativa de vida de prematuros cresce

Segundo Gislayne Nieto, os bebês estão nascendo cada vez mais prematuros, e estão sobrevivendo mais também. Segundo ela, o índice de sobrevida de bebês nascidos com 24 semanas cresceu mais de 40% nos últimos anos, em decorrência dos avanços da medicina e dos cuidados que recebem nas UTIs Neonatais.

“Iniciamos no Brígida, em 2018, o Projeto Coala, que visa reduzir o índice complicações em prematuros. Entre as ações, está a limitação do uso de oxigênio para evitar a retinopatia da prematuridade (cegueira) e a displasia broncopulmonar”, disse. Além disso, a UTI investiu em treinamentos da equipe em reanimação do prematuro e aspectos nutricionais para recuperação do peso dos bebês.

A UTI Neonatal do Hospital e Maternidade Santa Brígida (HMSB) possui 17 anos e neste período atendeu mais de 5.000 bebês. Cerca de 90% são prematuros e os outros 10% são recém-nascidos com diagnósticos diversos.

Cuidado durante a gestação diminuiu risco da prematuridade

O acompanhamento médico das gestantes é importante e ajuda a identificar e tratar doenças que podem causar o nascimento de bebês prematuros. Entre elas estão: hipertensão, diabetes, má formação no útero, trombofilia e infecções urinárias.

O Hospital e Maternidade Santa Brígida mantém um Consultório Especial para Atendimento a Gestantes de Alto Risco, denominação dada às mulheres que tem chances elevadas de realizar um parto prematuro.

“O consultório procura diagnosticar a vitalidade fetal e conta com exames para a detecção e acompanhamento das gestantes, como cardiotocografia 24 horas e ecografia obstétrica com Doppler Fluxometria”, explica a coordenadora médica da UTI do HMSB.

Follow up de prematuros: cuidado permanece até os doze anos

A Campanha da Prematuridade do HMSB também abordará os cuidados especiais que os bebês prematuros necessitam após sua alta hospitalar com o objetivo de manter a qualidade de vida destes.

O Hospital possui um ambulatório para atendimento especial de crianças nascidas de modo prematuro e que garante o seu acompanhamento até os 12 anos de idade.

"No consultório fazemos o chamado Follow Up de Prematuros, nome dado internacionalmente ao acompanhamento destas crianças até os 12 anos".

O consultório conta com a colaboração de especialistas de diversas áreas para acompanhar principalmente o desenvolvimento cognitivo da criança, assim como imunização, e o ganho de peso e estatura. "Contamos com testes específicos e encaminhamentos especiais para especialidades como fisioterapia, neurologia, cardiologia, pneumologia e endocrinologia", explica a Dra. Gislayne.

O atendimento é aberto aos prematuros de todo o país, não havendo a necessidade da criança ter nascido no hospital.

Programação especial Novembro Roxo Santa Brígida

 

·         21 de Novembro: Abertura das comemorações a partir das 15h30 min:

Palestra com Psicóloga Priscila Sermann do Grupo de Apoio à Prematuridade

Relatos de Experiências

Encerramento com a Cantata Gente Presente

 

·         De 21/11 a 30/11: Exposição de Fotos dos Prematuros atendidos pela UTI Neonatal do Hospital.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES