Publicidade
Fake news?

Menina morreu quando repetia brincadeira da internet, mas caso é do ano passado

(Foto: Reprodução )

A notícia de que uma menina de 16 anos morreu, em Mossoró, no Rio Grande do Norte, após sofrer traumatismo craniano ao sofrer uma queda quando brincava da nova`roleta russa` viralizou nesta semana nas redes sociais. A notícia não é fake news, mas o fato não aconteceu nesta semana. Na verdade, Emanuela Medeiros, morreu em 11 de novembro do ano passado. O acidente aconteceu na Escola Municipal Antônio Fagundes e os jovens reproduziam uma brincadeira também viralizada pelas redes sociais, na qual outras duas pessoas que  seguraram uma terceira pessoa e tentaram girá-la, como uma espécie de cambalhota. No caso de Emanuela, durante o giro, ela caiu e bateu a cabeça no chão.

Emanuela era aluna do nono ano. José Altemar da Silva, diretor da escola, contou, na época, que não tinha conhecimento a respeito da brincadeira e lamentou a situação. "Infelizmente foi uma fatalidade que não tivemos como evitar", disse. Ele recomendou que os pais ficassem atentos com o que circula nas redes sociais.

O caso de Emanuela retornou aos holofotes porque circulam na internet vídeos de estudantes de um colégio particular de Curitiba repetindo a brincadeira. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES