Publicidade
Reabilitação

‘Menino de ouro’ estreia e Coxa vence o Cianorte com bola parada de Rafinha como arma principal

Após duas inesperadas derrotas, contra o Manaus (pela Copa do Brasil e que custou ao clube uma eliminação) e contra o Cascavel CR, o Coritiba conseguiu a reabilitação na noite desta sexta-feira (21 de fevereiro). Jogando no Couto Pereira, o time comandado pelo técnico Eduardo Barroca venceu o Cianorte, de João Burse, por 2 a 0. Rafinha e Robson, em lances de bola parada ainda no primeiro tempo.

Dupla R-R se destaca pelo Coxa, enquanto Sassá decepciona; confira as atuações

Um dos destaques do confronto, válido pela 8ª rodada do Campeonato Paranaense, foi a estreia do lateral-direito Yan Couto pelo time profissional do Verdão. O jovem de 17 anos teve sua negociação para o Manchester City, da Inglaterra, completada nesta semana e o valor pago pelo jogador é de 6 milhões de euros (cerca de R$ 28,5 milhões), maior negociação da historia do clube, que ainda pode ver dobrar o montante do acordo caso o atleta cumpra algumas metas, como o número de partidas disputadas pelo novo clube.

Com 17 pontos, o Coxa reassume provisoriamente a liderança do estadual. O segundo colocado, o FC Cascavel, joga neste sábado, às 18 horas, contra o Toledo, em casa. Já o Leão do Vale, estacionado com nove pontos, fica na oitava posição e pode deixar a zona de classificação para a próxima fase, caso o Cascavel CR vença amanhã o Athletico, na Arena da Baixada.

DEFESA

Essa foi a segunda partida do time alviverde na temporada sem tomar gols. Agora, são nove jogos oficiais disputados em 2020 e 10 gols sofridos. Até então, a única vez em que a equipe não havia sido vazada foi no clássico Paratiba, pela terceira rodada do Paranaense.

MARCAS E HISTÓRICO

Agora são 22 jogos no histórico de confrontos entre Coritiba e Cianorte. A vantagem do time da Capital é notável: 13 vitórias, seis empates e apenas três derrotas. Até hoje, a única vez que o time interiorano venceu fora de casa foi em 25 de janeiro de 2007: 1 a 0, gol do centroavante Didi.

Além disso, o Coxa não perde dentro de casa pelo Campeonato Paranaense desde 11 de março de 2018, há 23 meses, quando levou 3 a 1 do Foz. Na ocasião, o técnico Sandro Forner, então no comando da equipe, escalou um time quase inteiro de reservas. Desde então, foram 15 partidas em casa pelo Estadual, com oito vitórias e sete empates.

ESCALAÇÃO

Sem Renê Junior e Ruy, vetados pelo Departamento Médico, o técnico Eduardo Barroca promoveu as entrada de Matheus Galdezani e Thiago Lopes no meio de campo coxa-branca. Na zaga, Sabino perdeu a disputa com Rafael Lima, que assume a titularidade e ainda ganha a braçadeira de capitão da equipe.

Os desfalques do time curitibano são o zagueiro Nathan Ribeiro (fratura no tornozelo), os médios Renê Júnior (pisão no pé) e Luiz Henrique (muscular), os meias Ruy (muscular), Giovanni (tornozelo) e Gabriel (muscular) e o centroavante Wanderley (preparação física).

Já no Cianorte, o técnico João Burse contou com a volta do atacante Buba, que está recuperado de uma contratura muscular.

O JOGO

O que se viu com bola rolando foi, praticamente, um jogo de ataque contra defesa. Enquanto o Coritiba adiantava as linhas de marcação e pressionavam alto, tentando sufocar o adversário, o Cianorte buscava ficar mais na defesa, esperando pelo contra-ataque para pegar a linha defensiva adversária adiantada.

A primeira chance de gol veio logo aos dois minutos, em chute de Robson que passou perto do gol. Num geral, porém, o time interiorano conseguia conter o ímpeto adversário, dando poucos espaços para o rival jogar. Isso até Rafinha aparecer nas bolas paradas.

Primeiro, aos 34 minutos, o experiente meia-atacante foi cobrar uma falta pelo lado esquerdo do ataque, próximo da linha de fundo e quase sem ângulo. Todos esperavam um cruzamento, mas ele bateu direito para o gol, de perna direita. O goleiro tentou salvar, mas em vão – segundo a arbitragem, quando ele chegou na bola, ela já havia ultrapassado a linha da meta.

Depois, aos 43 minutos, outra cobrança de falta, desta vez pela intermediária. Rafinha de novo foi para bola e cobrou na medida para Robson cabecear pro fundo do gol, sem chance para o goleiro Bruno.

Ainda no primeiro tempo, aos 35 minutos, a primeira substituição no Verdão, com o lateral-direito Yan Couto, de 17 anos, entrando no lugar de Patrick Vieira, que sentiu uma lesão. O jovem, destaque do Brasil no título da Copa do Mundo sub-17 do ano passado, já está negociado com o Manchester City, da Inglaterra, e fez sua estreia pela equipe paranaense.

Já na volta do intervalo, Matheus Bueno substituiu Galdezani e mais tarde Giovanni Augusto entrou no lugar de Thiago Lopes.

E Yan Couto, o menino de ouro, apresentou suas credenciais aos 13, quando acertou cruzamento preciso para o cabeceio de Robson.

Outro estreante do time nesta noite, porém, também teve bons momentos: Giovanni Augusto. Ele entrou em campos aos 24 minutos e, em seus dois primeiros lances, criou duas jogadas muito perigosas – numa delas, Rafinha mandou uma bola no travessão. 

Por fim, já nos acréscimos, Rafinha (de novo ele) tentou um gol de placa: chapelou um adversário dentro da área e arriscou um chute de primeira, mas pecou na finalização e facilitou a defesa do goleiro. 


FICHA TÉCNICA

Coritiba 2 x 0 Cianorte

Coritiba: Alex Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Rafael Lima e William Matheus; Matheus Sales, Galdezani (Matheus Bueno) e Thiago Lopes (Giovanni Augusto); Rafinha, Sassá e Robson. Técnico: Eduardo Barroca.
Cianorte: Bruno; Weriton, Maurício Barbosa, Eduardo Doma e Júnior Prego; Gercimar e Morelli; Zé Vítor (Fernandinho), França (Everton Bala) e Rodrigo Alves; Buba (Lucão). Técnico: João Burse.
Gols: Rafinha (34-1º) e Robson (43-1º)
Cartões amarelos: William Matheus, Rafinha, Robson (CFC); Buba, Bruno, Eduardo Doma (CIA)
Árbitro: Leonardo Sígari Zanon
Local: Couto Pereira, sexta-feira às 20 horas

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo

2 – Cruzamento de Thiago Lopes, Sassá recebe e tenta o chute, mas é travado pela zaga. A sobra fica com Robson, que chuta colocado, por cima do gol. Quase o primeiro gol!

20 – Bola espirrada na entrada da área, Galdezani aproveita e chuta buscando o canto. A bola passa ao lado do gol, novamente com perigo.

21 – Rafinha recebe na direita, coloca a bola no meio das pernas do marcador e cruza fechado. Bruno se estica e espalma. No rebote, a zaga do Cianorte afasta.

31 – Cruzamento de Patrick Vieira para Robson. Dentro da área, o atacante tenta uma bicicleta e Bruno defende. A finalização foi no alvo, mas faltou força.

34 – Gol do Coritiba! Cobrança de falta perto da linha de fundo. Rafinha surpreende e manda direto para o gol, quando todos esperavam um cruzamento. O goleiro tenta a defesa, mas o árbitro diz que a bola já havia ultrapassado a linha da meta.

43 – Gol do Coritiba! Cobrança de falta da intermediária de Rafinha. A bola viaja até a área e encontra a cabeça de Robson, que testa para o fundo do gol.

Segundo tempo

13 – Cruzamento de Yan Couto para Robson, que cabeceia firme. A bola passa ao lado do gol e leva muito perigo.

15 – Júnior Prego leva a bola pela esquerda do ataque e arrisca um chute de muito longe. A bola pega efeito e vai direto para o gol. Muralha espalma.

20 - Passe de Rafinha para Robson. O atacante corta um marcador na entrada da área e Gercimar chega para cortar. A bola encobre o goleiro e quase entra. Escanteio.

25 – Giovanni Augusto escapa do marcador pela direita do ataque, invade a área e toca para Sassá. O atacante tenta o chute de primeira e desperdiça.

25 – Giovanni Augusto recupera a bola na intermediária. Rafinha aproveita, invade a área e, com uma cavadinha, manda a bola no travessão.

47 – Defesa do Cianorte aberta. Robson toca pra Rafinha, que dá o chapéu no marcador e arrisca o chute de primeira, mas erra a finalização. Bruno defende.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES