Montadora

Metalúrgicos de Curitiba se solidarizam com trabalhadores da Ford, que anunciou fim das operações

O Sindicato dos metalúrgicos da Grande Curitiba se solidarizam com os mais de 7 mil trabalhadores da Ford do Brasil, que anunciou o fim da produção da marca no Brasil. Por meio de nota, os metalúrgicos da Grande Curitiba afirmaram que verem 'nessa atitude como uma completa falta de sensibilidade da empresa e um descaso à nação brasileira.

Disseram ainda que é necessário que o governo brasileiro saia da paralisia em que se encontra para exigir explicações e a compensação dos bilhões de reais em incentivos fiscais e demais benefícios tributários que a empresa recebeu ao longo de toda sua trajetória no país. ]

"Não é de hoje que nós, trabalhadores do Paraná, temos denunciado a falta de uma cobrança mais efetiva do governo em cima das montadoras que recebem dinheiro público sem lhes ser exigido um mínimo de responsabilidade com a manutenção dos empregos dos trabalhadores, pais e mães de família. Ao menor sinal de crise, a primeira medida é sempre querer jogar a responsabilidade para cima dos trabalhadores com demissões e cortes de direitos e renda. Uma vergonha. É mais que necessário não só cobrar a devolução dos incentivos como também exigir uma indenização decente para que todos os trabalhadores possam se manter até conseguirem outra ocupação", finaliza a nota.