Militar tenta se vingar após fim de namoro e cega jovem de 19 anos

A secretária Manuela Martins, de 19 anos, foi vítima de um secador de cabelos que explodiu em suas mãos. Por conta do acidente, a jovem teve de amputar um dedo, perdeu parte de outro e ainda ficou sem a visão do olho direito. Com a prisão do suspeito, um homem de 46 anos, a Polícia Civil acredita ter desvendado o caso, que aconteceu em um consultório médico em Rio Pardo, no Região do Vale do Rio Pardo, no Rio Grande do Sul.

Segundo informações, o autor do atentado queria atingir a namorada do médico, que ele considerava como sendo a culpada pelo fim do relacionamento dele com a mãe ela. Militar, o homem sabe lidar com explosivos e ainda trabalha com consertos de eletrodomésticos.

O suspeito acabou sendo preso ontem (20) em uma propriedade rural no município de Venâncio Aires. Ele confessou ter fabricado a bomba, mas alega ter sido obrigado por terceiros e que sua família vinha sofrendo ameaçar. História que não convence o delegado Anderson Faturi. É uma história fantasiosa, sem nenhum poder de convencimento", afirmou.

O presente foi recebido pela secretária que, a pedido do médico, foi testar o secador de cabeça. Com a explosão, ela acabou gravemente ferida e precisou ser levada para o Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre, onde passou a semana internada e recebeu alta no dia 9.

Como é militar, o suspeito está preso no quartel do Exército de Santa Cruz do Sul. Ele irá responder por tentativa de homicídio com utilização de explosivos.