Publicidade
doença

Ministério da Saúde alerta Sul e Sudeste sobre a febre amarela

Com a chegada do verão, período de maior ocorrência de doenças transmitidas por mosquitos, como a febre amarela, o Ministério da Saúde alerta a população para tomar a vacina contra a doença. O recado é focado principalmente para a população que mora nas regiões Sul e Sudeste do país devido à confirmação de 38 mortes de macacos (epizootia) nos estados do Paraná (34), São Paulo (3) e Santa Catarina (1).
No total, 1.087 notificações de mortes suspeitas de macacos foram registradas no país. Em relação aos casos em humanos, no mesmo período, 327 casos suspeitos de febre amarela foram notificados, destes, 50 permanecem em investigação e um foi confirmado. A vítima, residente do estado do Pará, veio à óbito.
Os dados são do último boletim epidemiológico publicado ontem pelo Ministério da Saúde, que apresenta o monitoramento da doença de julho de 2019 a 8 de janeiro deste ano. O alerta se dá porque as regiões possuem grande contingente populacional e baixo número de pessoas vacinadas, o que contribui diretamente para os casos da doença.
A vacina contra a febre amarela fica disponível o ano inteiro. Neste ano a Saúde comprou 71 milhões de doses, suficientes para trâs anos.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES