Ministro da Saúde da Áustria exige 'garantias totais de segurança' para GP de F-1

O Ministro da Saúde da Áustria, Rudolf Anschober, exigiu totais garantias de segurança contra a pandemia do coronavírus dos organizadores para a realização do GP de Fórmula 1, previsto para ser o primeiro da temporada, dia 5 de julho.

Segundo Anschober, o evento "depende inteiramente do conceito de segurança que os organizadores apresentarão". "Não vamos autorizar eventos como esse, a menos que haja condições muito rígidas e, claro, acho que é óbvio, sem público presente", acrescentou o ministro, que exige apenas pessoas austríacas trabalhando nos dias do evento.

O governo austríaco confia que conseguiu conter a propagação do vírus e planeja suspender a maioria das restrições em vigor desde meados de março. "Fizemos nossa parte", disse o Ministério do Esporte, por intermédio de uma nota.

Das 18 provas previstas para a temporada da Fórmula 1, três já foram canceladas (Austrália, Mônaco e França). Outras sete corridas foram adiadas.