Ministro do Turismo pede para STF suspender apuração em Minas de laranjas do PSL

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, recorreu ao foro especial e pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a investigação sobre candidatas-laranjas do PSL aberta em Minas Gerais passe a tramitar perante a corte. O ministro é alvo direto da apuração da Promotoria mineira.

A defesa do ministro quer que, até que o STF decida sobre a prerrogativa de foto, a apuração do Ministério Público em Minas seja suspensa. O pedido foi sorteado para o ministro Luiz Fux, que cuidará da relatoria.


A reclamação do ministro foi apresentada ao Supremo na última quarta-feira, 14, quando foi julgada a informação de que o Ministério Público em Minas abriu investigação sobre o esquema de candidatas-laranjass ligado a Álvaro Antônio.