Moderna espera produzir 1,4 bilhão de doses de vacina em 2022

A Moderna anunciou nesta quarta-feira, 24, novos investimentos para aumentar sua capacidade de fabricação da vacina contra a covid-19, e é esperado que a empresa possa produzir 1,4 bilhão de doses em 2022, segundo comunicado. A projeção é baseada na atual quantidade de insumos que cada dose demanda, no entanto, caso os imunizantes contra outras variantes do vírus necessitem de menos insumos, uma possibilidade que a empresa cogita, o número pode ultrapassar os 2 bilhões.

Além disso, para 2021, a companhia anunciou um aumento de 600 para 700 milhões de doses em suas projeções de entrega globais. A Moderna está "explorando potenciais abordagens" para otimizar operações e potencialmente entregar 1 bilhão de doses em 2021, afirmou o comunicado. A empresa espera entregar 300 milhões de doses ao governo dos Estados Unidos até o final de julho, e o país tem opção de comprar mais 200 milhões, de acordo com a Moderna.

"Acreditamos, a partir de nossas discussões com governos em todo o mundo, que continuará havendo uma demanda significativa por nossas vacinas contra a covid-19 e agora estamos comprometidos em aumentar nossa capacidade de fabricação", afirmou o CEO da Moderna, Stephane Bancel.

Após o anúncio, as ações da Moderna subiam no after hours de Nova York. Às 20h36 (horário de Brasília), os papéis tinham alta de 5,19%.