Luto

Morre desembargador aposentado Jeorling Joely Cordeiro Clève

(Foto: Reprodução)

Morreu nesta sexta (25), em Curitiba,  aos 88 anos, o desembargador aposentado Jeorling Joely Cordeiro Clève. Ele estava internado no Hospital Vita. A causa da morte não foi divulgada. 

Jeorling Joely Cordeiro Cleve, filho de Aloísio Guimarães Cleve e de Henriqueta Cordeiro Cleve, nasceu no dia 31 de julho de 1932, em Guarapuava (PR). Bacharel em Direito pela Universidade Federal do Paraná, turma 1957. Casou-se com Dirce Doroti Merlin Cleve, com quem teve 4 filhos.

Exerceu a advocacia de 1957 a 1966, com escritório na comarca de Pitanga.  Foi professor e um dos fundadores do Colégio Estadual de Pitanga e também professor do Ginásio Estadual de Ivaiporã, em 1970. Foi, ainda, professor de Direito Processual Civil na Escola Superior da Magistratura do Paraná, desde sua fundação, por aproximadamente cinco anos.

Após concurso, no dia 1º de junho de 1966 iniciou sua carreira na magistratura junto a 19ª Seção Judiciária com sede em Foz do Iguaçu, que compreendia as comarcas de Cascavel, Guaíra e Toledo. Respondeu pelas 11ª e 16ª Seções Judiciárias, com sede nas comarcas de União da Vitória e Pato Branco, em março de 1967. Nomeado após segundo concurso, assumiu como titular da comarca de Piraí do Sul, em 9 de outubro de 1967. Foi promovido para a comarca de Ivaiporã, em 13 de outubro de 1969 e removido, em 1971, para a comarca de Guarapuava, exercendo a judicatura, de início, na Vara Criminal e posteriormente na 1ª Vara Cível, exercendo a direção do Fórum até ser promovido a juiz de direito da capital em 1978,  por merecimento, exercendo as funções de juiz titular nas 11ª e 3ª Varas Cíveis.

Em 25 de junho de 1990 foi nomeado juiz do Tribunal de Alçada e, no dia 30 de abril de 1999 foi promovido ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná. Aposentou-se em 31 de julho de 2002.

Fez parte do Centro de Letras do Paraná e foi membro benemérito da Academia de Artes, Ciências e Letras de Guarapuava. Foi eleito em 26 de agosto de 2010 e recebido na APL por René Dotti, em 22 de fevereiro de 2011, em sessão solene do Instituto dos Advogados do Paraná. (VHJ).

Ele era casado com Dirce Doroti Merlin Cleve e  pai de quatro filhos, entre eles o advogado Clèmerson Cléve.