Publicidade
Tragédia

Morre jornalista da Reuters em ataque no Iraque

Um jornalista que trabalhava para a Reuters morreu em um ataque de homens armados, que deixou aos menos 20 pessoas mortas nesta terça-feira, em um prédio do governo de Tikrit, cidade natal do ex-ditador iraquiano Saddam Hussein.

Sabah al-Bazee, 30 anos, que colaborava com a Reuters no Iraque desde 2004 e também trabalhava como cinegrafista de outras organizações de mídia, sofreu ferimentos por estilhaços lançados na explosão, afirmou Mahmoud Salah, primo que confirmou a morte do jornalista.

Bazee era casado e deixa três filhos. Ele era da província de Salahuddin, no norte de Bagdá.

"Em nome de toda a equipe da Thomson Reuters, eu gostaria de expressar nossa tristeza com a morte prematura de Sabah al-Bazee", disse o editor-chefe da Reuters, Stephen Adler.

"Ele era um membro valioso para nossa equipe no Iraque e de quem os colegas sentirão muito a falta. Este incidente trágico mostra mais uma vez os riscos que os jornalistas enfrentam diariamente ao desempenhar seu trabalho e levar notícias ao mundo", acrescentou. "Nossos pensamentos estão com a família de Sabah e amigos", disse.

O prédio atingido no ataque, onde fica o conselho regional de Tikrit, foi alvo de um grupo armado com alguns homens vestidos com uniformes de forças iraquianas.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES