Publicidade
Luto

Ex-baterista do Rappa, Marcelo Yuka, é velado Rio

(Foto: Divulgação)

O músico Marcelo Yuba, ex-baterista e um dos fundadores do gripo O Rappa, morreu na noite desta sexta0-feira, 18, aos 53 anos. A informação foi confiramda pela assessoria do hospital Quinta D'Or, do Rio de Janeiro, onde estava internado desde dezembro.

Yuba apresentava quadro de infecção generalizada após sofrer um AVC. A saúde de Yuba, que ficou paraplégico em 2000 ao ser baleado em um assalto no Rio, vinha se deteriorando desde agosto de 2018, quando ele teve o primeiro derrame.

O corpo do músico e compositor Marcelo Yuka chegou por volta das 14h15 deste sábado (19) na Sala Cecília Meireles, na Lapa, Rio de Janeiro, onde é velado. A cerimônia, aberta ao público e fechada para jornalistas, tem previsão de ser realizada até as 19h. Ainda não há informações sobre o local de enterro.

Amigos, fãs e parentes do músico chegaram desde o início da tarde para se despedirem. Nas redes sociais, muitos prestaram homenagem a Yuka desde a notícia de sua morte no fim da noite de sexta-feira (18).

“Era uma pessoa rebelde e generosa. Inquieta e grandiosa. Morreu porque queria essa paz, que sem voz é medo”, disse o deputado federal Chico Alencar (PSOL)

Na porta do velório, o artista Marcondes Rocco, de 42 anos, pintava um quadro com a rosto do artista.

“As letras dele mostram que sempre podemos ir além de onde estamos. Que podemos superar qualquer barreira social. Pretendo entregar este quadro à família como forma de agradecimento pelo bem que as músicas dele me fizeram", disse Rocco.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES