Tragédia

Morre sargento ferido em explosão em estande de tiros em Pinhais

(Foto: Reprodução)

Morreu nesta terça-feira (22) á noite o sargento Mauricio Kaliberda, de 57 anos. Ele é das vítimas da explosão de um estande de tiros, que aconteceu no último sábado (19), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, e estava internado e uma UTI do Hospital Evangélico, com 50% do corpo queimado. 

Outras três vítimas da explosão permanecem internadas. A cabo Katia Regina Queiroz Bueno, de 56 anos, segue em estado grave no Hospital Evangélico, com 75% do corpo queimado. Outros dois homens, de 27 e 30 anos,  estão no Hospital do Trabalhador. 

A Polícia Civil já abriu um inquérito para apurar as responsabilidades do acidente e suspeita que a explosão tenha sido causada por uma bomba de fumaça. Cerca de 30 segundos antes da explosão, as imagens de câmera de segurança registraram o momento em que uma mulher pega um objeto em uma caixa. As bombas de fumaça são utilizadas em treinamentos e competições esportivas. A  empresa tinha apenas um dos quatro alvarás exigidos.

Os investigadores agora apuram se o incêndio foi culposo ou doloso e se há indícios de que tenha havido lesão corporal culposa. Com a morte do sargento, o inquérito pode sofrer modificações.