Luto

Morre Yvone Pimentel por complicações da Covid-19; ex-governador segue internado

(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Yvone Pimentel, 89 anos, esposa do ex-governador e empresário Paulo Pimentel, morreu nesta sexta (8), no Hospital Nossa Senhora das Graças, por complicações da Covid-19. Não haverá velório e o sepultamento está marcado para as 16h30 no Cemitério Iguaçu apenas para familiares. O ex-governador Paulo Pimentel, 92 anos, segue internado na UTI do mesmo hospital lutando contra o coronavírus. 

O governador Carlos Massa Ratinho Junior lamentou a morte da ex-primeira-dama Yvone Lunardelli Pimentel, esposa do ex-governador Paulo Pimentel. Dona Yvone é avó do presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero, e do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel Slaviero. “Minha solidariedade à família e amigos de dona Yvone, que deixou sua marca na história do Paraná, estando ao lado e sendo uma importante conselheira do marido quando Paulo Pimentel governou o Estado, entre 1966 e 1971. Peço a Deus que conforte o coração de todos a quem ela amava. Também anseio pela melhora do ex-governador Paulo Pimentel”, disse Ratinho Junior.

O chefe da Casa Civil Guto Silva também lamentou a morte de Yvone: "Mais uma perda que lamentamos, o falecimento por Covid-19, da Dona Yvone Pimentel, esposa do nosso ex-governador, Paulo Pimentel que também está lutando contra a doença. Meus sentimentos a família nesse momento! Mãos dadas". O deputado estadual Luis Cláudio Romanelli (PMDB) também publicou nota de pesar no Twitter: "Lamento o falecimento a Dona Yvone Pimentel por causa da COVID. Dr. Paulo Pimentel, ex-governador do Paraná, segue na UTI lutando. A família as minhas condolências. Tempos tenebrosos". 

Curitiba decreta luto oficial de três dias

O prefeito Rafael Greca decretou, nesta sexta-feira (8), luto oficial de três dias em Curitiba pela morte da ex-primeira-dama do Estado do Paraná dona Yvone Lunardelli Pimentel. Yvone é avó do vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel. “Dona Yvone foi uma incansável protetora da infância desvalida”, destaca o prefeito. “Esposa, mãe e avó admirável, dedicada à solidariedade social, merece nossa homenagem e pranto oficial. Seja recebida na Casa do Senhor pelo muito que amou”, disse Greca.

“É com dor no coração e com um sentimento de saudade que recebo a notícia do falecimento da minha avó materna, ex-primeira-dama do Paraná. Apesar da dor, a família está serena e confiante nos planos de Deus", disse o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel. "Minha avó foi uma pessoa incrível, daquelas mulheres fortes e batalhadoras que com um carinho enorme conquistava a todos”, conta Pimentel. “Foi grande conselheira e ajudou muito meu avô Paulo Pimentel a administrar o Paraná. Ficam as boas memórias e o carinho enorme que conquistou. A saudade já é imensa, mas sei que está melhor agora ao lado de Deus e da minha mãe Isabel, sua filha”, completou o vice-prefeito.

Natural de São Paulo, dona Yvone foi casada por quase 70 anos com Paulo Pimentel, que também contraiu a doença e está internado. O quadro dele é estável. Ela deixa esposo, três filhas, 11 netos e 17 bisnetos.