Publicidade
pandemia

Morretes lança campanha de prevenção pensando no futuro

Morretes: mais de 40% da população depende diretamente do turismo
Morretes: mais de 40% da população depende diretamente do turismo (Foto: Arnaldo Alves / AEN.)

A Prefeitura de Morretes e o Morretes Convention & Visitors Bureau lançaram, na segunda-feira, a campanha “Morretes Destino Certo”, que visa proteger a saúde da população como solução para a retomada da economia. A campanha está disponível nos canais @prefmorretes, @visitemorretes e no Youtube.

A iniciativa reforça medidas já regulamentadas pelo município, como obrigatoriedade do uso de máscara, proibição de aglomerações e protocolos rígidos de distanciamento social, além da fiscalização com barreiras sanitárias. A campanha também pede colaboração, por parte da população, com os profissionais que estão na linha de frente, protegendo a cidade.

Empreendedora do setor do turismo na região, Tatiana Perim afirma que a urgência no momento é conscientizar a população para que as medidas de contenção da doença sejam seguidas e a retomada do turismo aconteça o mais rápido possível. “É imprescindível que toda a população adote as medidas preventivas para evitarmos um avanço acelerado da doença. O quanto antes contermos os índices na cidade, mais rápido poderemos pensar na reabertura cautelosa do turismo, que é uma das principais fontes de renda da região”, destaca.

O Morretes Convention & Visitors Bureau é uma entidade sem fins lucrativos, formada por aproximadamente 15 empresas empenhadas em apoiar o desenvolvimento do turismo local. São restaurantes, pousadas, parques, hotéis e comércios que acreditam no potencial gatronômico, histórico e natural de Morretes.

Cidade teve prejuízo de R$ 8 milhões entre os meses de março e junho

Outra medida implementada foi a proibição da entrada de pessoas que não residem em Morretes desde o dia 9 de abril, o que impactou diretamente no turismo local, que já registra prejuízo de aproximadamente R$ 8 milhões entre os meses de março e junho. Em todo o Paraná, a pandemia também registrou impacto econômico no setor turístico: 50,6% dos entrevistados pela pesquisa realizada pela Paraná Turismo apontam que as restrições impostas pelo surto do novo coronavírus impactará até 75% da receita em 2020.

De acordo com um levantamento realizado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), mais de 40% da população ativa em Morretes está empregada direta ou indiretamente pelo setor de turismo. O número também gera impacto na arrecadação de impostos do município, principalmente de ISS.
“De forma indireta, todos dependem do turismo, porque a economia recebe uma injeção grande desse setor há muitos anos. A interrupção das atividades impacta bastante a cidade”, comenta o presidente do Morretes Convention & Visitors Bureau, Lourenço Malucelli.

Quarentena

Decreto do governo passou a valer no Litoral
Os sete municípios que compõem a 1ª Regional de Saúde, do Litoral, também terão que se adequar às limitações impostas pelo decreto estadual 4942/20 que restringe o funcionamento de atividades econômicas consideradas não essenciais e a circulação de pessoas em locais públicos por 14 dias para conter o avanço da Covid-19.Marcelo Alves, destacou a qualidade como palavra de ordem para o Carnaval Rio 2019.

A determinação consta em um novo decreto 5041/2020 assinado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior e vale para Matinhos, Paranaguá, Morretes, Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba e Pontal do Paraná desde ontem. As operações dos portos de Paranaguá e Antonina não serão afetadas.
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, houve aumento de 101% nos casos nos sete municípios entre a semana epidemiológica 26 (460 casos) e a semana 27 (925 casos), e a ocupação de leitos de UTI preocupa.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES