"Gênio"

Morte de ex-vice prefeito de Tibagi, no interior do Paraná, gera comoção na cidade

(Foto: João Pedro Agostinho/ASCOM Pref. Tibagi)

O prefeito de Tibagi, Artur Butina, decretou na sexta-feira (21) luto oficial de três dias no município pela morte de Eugênio Santos, aos 91 anos. "Gênio", como era conhecido, foi uma pessoa extremamente importante para o desenvolvimento econômico e político no município.

Eugênio Santos foi vice-prefeito de Tibagi durante a gestão de Nelson Horn (1973-1977). Porém, um dos fatos mais peculiares a seu respeito foi a construção do primeiro cinema de Tibagi na década de 1950: o cine Glória, depois Cine Diamante. As sessões eram exibidas nos finais de semana e feriados com todos os filmes tradicionais da época. O cinema ficou aberto até o final da década de 1970.

Além disso, Gênio também teve participação importante na construção da capela de Santa Pastorinha, na localidade de Campina Alta. Marido da ex-vereadora Zélia Lagos Taques Santos e pai da ex-vice-prefeita Hellynez Isabel Santos Taques Ribas, o seu falecimento causou comoção e grande tristeza aos seus familiares, amigos e toda a população tibagiana.