On-line

Mostra Paranaense de Dança exibe 106 vídeos selecionados por curadores

(Foto: Divulgação)

Após convidar grupos de todo o Brasil a enviar trechos de 3,5 minutos de coreografias em qualquer estilo, a 13ª edição da Mostra Paranaense de Dança recebeu 426 vídeos válidos. Desses, a banca de curadores selecionou 106 para exibição nestes dias 24 e 25 de abril, pelo canal do YouTube da Associação Brasileira de Apoiadores Beneméritos do Teatro Guaíra (ABABTG), que realiza o evento desde 2008. Essa é a primeira edição on-line, e em cada dia de apresentação serão vídeos diferentes.

“Gostamos muito do resultado, e agora desejamos que o maior número possível de pessoas possa prestigiar os trabalhos nos dois dias de exibição”, convida a coordenadora da Mostra, Simone Bönisch.

A qualidade dos vídeos enviados deixou os organizadores entusiasmados com as possibilidades trazidas pela união da dança com o audiovisual. Entre as criações, há algumas realizadas ao ar livre, em casa, ou em garagens adaptadas – o que só comprova a capacidade de adaptação dos bailarinos e coreógrafos.

Um exemplo vem de Bauru (SP), onde o Núcleo de Dança Giracorpo pesquisou a obra de Clarice Lispector ao longo de um ano e gravou uma coreografia baseada no conto “De vez em quando pertencemos”. A performance foi registrada no Horto Florestal da cidade, ao ar livre. “Enviamos à Mostra um trecho dessa coreografia, que é um trio e traz a expressividade que queríamos retratar da autora, a partir do cotidiano e das metáforas que ela usa como substrato”, conta a diretora Merene Lobato.

“Não podemos nos entregar tão fácil.” Esse foi o pensamento que a diretora artística Nara Dutra, de Maringá (PR), manteve ao longo da pandemia – tanto que organizou uma mostra interna de seus alunos, que se apresentaram ao público online com figurinos, penteados, maquiagem – e máscara. “Fiquei muito feliz ao ver que a ABABTG seguiu essa mesma linha e manteve seu cronograma neste ano. É porque todos nós acreditamos nisto que estamos fazendo”, conta ela, que participa da Mostra desde 2012. Sua escola entrou com tudo no evento: enviaram 24 vídeos, dos quais 5 foram selecionados.

“Produzimos bastante na pandemia. Transformamos a sala de aula em um palco, com empréstimo de três coxias e adereços”, conta Nara. As linguagens trabalhadas vão do clássico ao jazz, passando por dança contemporânea, sapateado e dança aérea. Para ela, mesmo com todas as dificuldades, este é o momento de produzir. “Apesar do recolhimento necessário, quando os teatros abrirem vamos precisar suprir a demanda reprimida por arte.”

Webinar debate a dança virtual

Como aquecimento para as apresentações, nesta sexta-feira (23), às 19h30, o webinar gratuito “Eventos on-line e a produção de dança em tempos de pandemia” reúne os organizadores Simone Bönisch e Jorge Schneider, além dos curadores da Mostra Paranaense de Dança Online 2021, Daniel Siqueira, Ian Mickiewicz e Patrícia Machado, num bate-papo sobre como é fazer dança na atualidade e o papel do artista em tempos de pandemia. “Acredito que o momento de retorno presencial será uma explosão de produções. Mas, enquanto isso não acontece, precisamos entender os limites e os benefícios do audiovisual e dos eventos virtuais para a dança”, acredita Simone.

Em 2020, a Mostra Paranaense de Dança chegou a ser organizada e divulgada, mas foi cancelada devido ao distanciamento social imposto pela covid-19. “O virtual não substituirá o presencial – mas é necessário aprender a usar a tecnologia a favor das iniciativas culturais”, finaliza a organizadora.

SERVIÇO:

13ª Mostra Paranaense de Dança  (On-line)

Dia 23 de abril, às 19h30: Webinar “Eventos on-line e a produção de dança em tempos de pandemia”, com os organizadores Simone Bönisch e Jorge Schneider e curadores da Mostra Paranaense de Dança On-line 2021. Assista pelo canal da ABABTG no YouTube.

Dias 24 e 25 de abril, às 19h: Exibição dos vídeos selecionados pelo canal da ABABTG no YouTube.