Artes visuais

Mostra sobre o fotógrafo Pierre Verger traz 150 obras para o MON

Exposi\u00e7\u00e3o traz panorama dos 5 continentes
Exposi\u00e7\u00e3o traz panorama dos 5 continentes (Foto: Divulgação)

O Museu Oscar Niemeyer (MON) recebe a exposição sobre o fotógrafo francês Pierre Verger (1902-1996), que transformou seu trabalho em um grande panorama dos cinco continentes, incluindo o Brasil, onde realizou uma profunda pesquisa. 
Fotógrafo, etnólogo e antropólogo, Verger viveu parte da sua vida na cidade de Salvador, capital do estado da Bahia, inclusive com uma produção escrita significativa sobre esta cultura. Com curadoria de Alex Baradel e Marcelo Guarnieri, a exposição conta com aproximadamente 150 imagens, e está dividida por núcleos que compreendem distintos momentos do seu trabalho, onde o público pode perceber toda a extensão historiográfica e fotográfica da obra de Verger pelo mundo.
Estão em exibição os primeiros vintages - impressão fotográfica realizada enquanto o autor era vivo; as fotografias para a imprensa francesa, feitas entre 1932-1934; o registro da Segunda Guerra Mundial; o Nordeste brasileiro; os cultos afro-brasileiros; a Segunda Guerra Sino-Japonesa, entre outras documentações.
A mostra fica em cartaz até dia 10 de março de 2019. Na hora da inauguração a entrada é gratuita. A visitação pode ser feita de terça a domingo, das 10h às 18h.
Além de algumas fotos de família realizadas no início do século XX, os vintages mais antigos presentes no acervo da Fundação Pierre Verger são ampliações realizadas na Europa no início da década de 1930. É um material precioso, já que os negativos correspondentes foram perdidos durante a guerra. 
Em dois anos (1932-1934), Verger passou de fotógrafo amador a um dos fotógrafos mais publicados na imprensa francesa. Identificamos mais de 1.200 fotografias diferentes de Verger publicadas em jornais, revistas e livros, de 1934 a 1939: as primeiras, no jornal francês Paris-Soir, e depois nos mais diversos suportes, notadamente em prestigiosas revistas como Life, Daily Mirror, Arts et Métiers Graphiques.
A Segunda Guerra Mundial
Durante a guerra, encontrando-se no continente sul-americano, Verger não pôde mais contar com a Alliance-Photo para publicar suas imagens. Viveu anos difíceis, mas continuou publicando. Em um primeiro momento, na Argentina – onde ficou por dois anos –, notadamente na revista Mundo Argentino, para a qual já entregava conjuntos de imagens, formando o que se pode considerar como fotorreportagens, já que são acompanhados de textos, o que pouco fazia até então. 
Ainda há fotos sobre po nordeste brasileiro,  os cultos afro-brasileiros e uma ala sobre  Reconhecimento retrospectivo no Brasil – Corrupio (anos 80).
 
Serviço:
Exposição Pierre Verger

Quando: Até março de 2019 Terça a domingo, das 10h às 18h – acesso até 17h30
Onde: Sala 4
Quanto: R$20,00 e R$10,00(meia-entrada)
Venda: Bilheteria do MON, de terça a domingo
Online: https://site.ingressorapido.com.br/mon
Quartas gratuitas, das 10h às 18h – acesso até 17h30
Primeiras quartas do mês, das 10h às 20h - acesso até 19h30