Imunização

MP do Paraná defende vacinação contra Covid e critica movimento antivacina

Na nota, o MP lembra que em todo mundo, ao menos 50 países já deram início ao uso de vacinas que foram submetidas “aos estudos clínicos necessários”.
Na nota, o MP lembra que em todo mundo, ao menos 50 países já deram início ao uso de vacinas que foram submetidas “aos estudos clínicos necessários”. (Foto: Franklin de Freitas)

O Ministério Público do Paraná (MP/PR) divulgou nota em que defende a vacinação contra o Covid-19 no Estado no menor tempo possível, e critica os movimentos antivacina que vem surgindo no País. Na nota, o MP lembra que em todo mundo, ao menos 50 países já deram início ao uso de vacinas que foram submetidas “aos estudos clínicos necessários”.

“Nesse contexto, entretanto, em que pese a expectativa de grande parte da sociedade para que a vacinação comece no menor prazo possível – uma vez que a pandemia já vitimou milhares de pessoas em todo o país – algumas manifestações têm surgido de forma contrária à sua utilização. Tais questionamentos, ainda que restritos a setores minoritários da sociedade e desprovidos de embasamento racional ou científico, vêm em sentido contrário aos esforços das autoridades sanitárias para o esclarecimento da população acerca da importância e da necessidade da imunização do maior número possível de pessoas”, aponta o órgão.

Leia mais no blog Política em Debate