Crime e futebol

MPPR denuncia jogador de futebol por matar presidente do Nacional de Rolândia

O presidente do Nacional, José Danilson de Oliveira
O presidente do Nacional, José Danilson de Oliveira (Foto: Divulgação / Nacional de Rolândia)

O Ministério Público do Paraná (MPPR) denunciou nesta sexta-feira (25) o jogador de futebol Vinícius Corsini, 20 anos, acusado de matar o presidente do Nacional de Rolândia, José Danilson de Oliveira, na última semana passada (quarta-feira, 16).

A denúncia, oferecida pela 1ª Promotoria de Justiça de Rolândia, no Norte Central do Estado, é por homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e com uso de recurso que dificultou a defesa da vítima). O MPPR acrescentou na denúncia que o crime foi praticado em período de calamidade pública, decretado em função da pandemia de Covid-19, o que pode ampliar a pena.

Segundo apurado no inquérito policial, a vítima foi morta com nove facadas quando saía da empresa em que trabalhava. O denunciado tentou fugir, mas foi contido por populares e preso em flagrante. O jogador conhecia a vítima, já que, até o início do ano, defendia o Nacional de Rolândia.

Em depoimento à polícia, entretanto, o acusado declarou que o crime não estaria relacionado a problemas com o rompimento de seu contrato. A motivação seria pessoal – a vítima, supostamente, queria ter um romance com a mãe do denunciado.