Publicidade
Ciclismo

Murilo Fischer pode desfalcar equipe do Brasil no Pan

São Paulo, 14 (AE) - Com a chance de disputar pela primeira vez a Volta da França (Tour de France), o ciclista Murilo Fischer, de 27 anos, pode desfalcar a equipe brasileira nos Jogos pan-americanos 2007, no Rio. "Não sei se vou ser liberado. As duas competições são importantes. O Tour de France tem todo ano e o Pan eu não sei quando vai ser de novo no Brasil", afirma o atleta. Natural de Brusque, Santa Catarina, Murilo está na Itália desde 2002. Treina na equipe Liquigas, em Treviso. Os treinos duram quatro horas diárias, com um descanso por semana. Por mês, chega a rodar 3.500 quilômetros.

Adaptado à Europa e com um leve sotaque italiano, o ciclista está conseguindo fazer seu pé-de-meia. Já comprou um carro e um apartamento em Treviso. Prova de que os ciclistas na Itália são bem valorizados. "Um equipe aqui investe 10 milhões de euros ( cerca de R$ 27,5 milhões) por ano, enquanto no Brasil não passa de R$ 500 mil. Sou muito valorizado aqui."

Antes de se mudar para Itália, ele competiu pela equipe Caloi, que lhe dava um "razoável" salário, e conseguia se virar só com o esporte. E viu não só seu salário evoluir na Itália, mas também seu desempenho. "O que faz a gente melhorar é o adversário. Na Itália, depois do futebol vem o ciclismo. São mais de 200 atletas fortes. No Brasil o cenário melhorou muito nos últimos seis, sete anos. Mas virar uma potência como aqui não vai ser de um dia para o outro."

Na mesma cidade italiana, ele tem a companhia de um amigo e ciclista brasileiro: Luciano Pagliarini, que treina em outra equipe. "A casa dele fica a um quilômetro da minha, nos falamos sempre." Em Treviso, Murilo divide o apartamento com a namorada brasileira. E quando tem uma folguinha, gosta de ir a enotecas. "Bebo vinho, mas sem exagerar." No inverno europeu, gosta de "fugir" para o Brasil para curtir a família em Santa Catarina.

INÍCIO

Murilo começou por acaso no ciclismo, quando ganhou da família uma mountain bike aos 15 anos. Um ano depois já estava competindo, até chegar às provas de estrada. Até julho, terá uma agenda cheia. Competirá na Volta da Suíça, em uma prova de 24 horas na Bélgica.... Quanto ao Pan, aposta no Brasil. "Nossa equipe é a melhor."
Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES