Publicidade
Semana MEI

Mutirão vai ajudar microempreendedores da Capital

O Sebrae-PR, a Prefeitura de Curitiba e parceiros promovem, amanhã, o Mutirão do MEI, das 8 às 17 horas, no Salão de Atos do Parque Barigui (ao lado do Restaurante Maggiore), em Curitiba. A ação integra a Semana do MEI e oferece aos microempreendedores individuais orientações e capacitações em diversos temas relacionados a gestão de um negócio.
Durante o mutirão, os empreendedores poderão ser atendidos pelos profissionais das Salas do Empreendedor de Curitiba e terão a oportunidade de realizar consultorias com especialistas do Sebrae/PR que, juntamente com técnicos da Prefeitura de Curitiba, também auxiliarão na declaração anual (DASN-MEI), uma vez que o prazo para o envio é dia 31 de maio.
Além disso, será possível tirar dúvidas com entidades como o Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Urbanismo e Finanças (sobre ISS), Receita Estadual, INSS e Conselho Regional de Contabilidade (CRC) e ser atendido por instituições financeiras como Credisol, Sicoob, Garantisul e Fomento Paraná para a apresentação de opções de crédito.
A 10ª Semana do MEI, que acontece até a sexta-feira, promove 216 ações de capacitações, entre consultorias, cursos, encontros, feiras, oficinas, palestras, seminários, workshops e rodadas de negócios em 84 cidades paranaenses.
No Estado, conforme dados de maio de 2019, do Cadastro Sebrae Empresas/Receita Federal (CSE/RF), são 469.112 MEIs formalizados, o que corresponde a 37,70% das empresas paranaenses. No Brasil são mais de 8,4 milhões.
“O objetivo é oferecer capacitação e orientação como foco no sucesso do cliente, de maneira que possam ter melhores resultados em seus negócios”, diz a coordenadora estadual de Atendimento Empresarial das Salas do Empreendedor, Carla Selva.
No mesmo período da Semana do MEI, acontece a Semana Nacional de Educação Financeira, com ações direcionadas também a auxiliar a gestão financeira do MEI. Pesquisa do Sebrae apontou, em 2018, que 77% dos microempreendedores individuais ouvidos nunca fizeram capacitação em finanças e 34% deles não conseguem manter as contas em dia.

DESTAQUES DOS EDITORES