Publicidade
Horário eleitoral

Na TV, Beto Richa chora ao falar de prisão de Fernanda e diz ser vítima de 'trama política diabólica'

Na TV, Beto Richa chora ao falar de prisão de Fernanda e diz ser vítima de 'trama política diabólica'
Richa, em cena do programa eleitoral: (Foto: Reprodução/Facebook)

O ex-governador e candidato ao Senado, Beto Richa, apelou para o emocional dos eleitores na propaganda eleitoral de ontem à noite. No programa, o tucano chora ao falar sobre a prisão da mulher e as buscas realizadas pela polícia na casa de sua mãe, na operação “Rádio Patrulha”, em que ele também foi preso, e que investiga suspeitas de fraude em licitação para obras de estradas rurais.

“Seis horas da manhã, você acorda com a sua porta sendo esmurrada e aquela invasão. Aquela invasão enorme. E o sofrimento ainda maior em ver a Fernanda ser levada na frente do meu filho pequeno. Um trauma difícil de se apagar”, diz o ex-governador.

Richa afirma ainda ter sido vítima de uma “suposta trama política para tirá-lo da eleição. “Uma trama política diabólica, nós não fomos chamados, convidados, intimados para depor. Não tem como descrever a maldade de que nós fomos vítimas no dia 11 de setembro. Coincidência ou não, dia do aniversário do meu pai (José Richa)”, lembra o tucano. “É inaceitável o que fizeram com as duas mulheres da minha vida, a Fernanda e a minha mãe”, desabafa o candidato, que aparece então enxugando uma lágrima.

“Aos que pretendiam me tirar desta eleição eu respondo com a reafirmação da minha candidatura ao Senado para representar o Paraná com a dignidade que nosso povo merece”, termina Richa na propaganda.

Assista o programa:

https://www.facebook.com/BetoRichaOficial/videos/549564558841824/

 
É inaceitável o que fizeram com as duas mulheres da minha vida

Não tem como descrever a maldade de que nós fomos vítimas no dia 11 de setembro. Coincidência ou não, dia do aniversário do meu pai.

Posted by Beto Richa on Friday, September 21, 2018

 

Na quarta-feira, o candidato ao governo do PSD, deputado Ratinho Júnior, levou ao ar um programa

Gravado em sua cidade natal, Jandaia do Sul,  no norte do Paraná a 393 quilômetros de Curitiba. No programa, Ratinho conta a sua história e chora ( com direito a close fechada na gota) ao lembrar da infância. 

 

DESTAQUES DOS EDITORES