Publicidade
A escolinha na infância

Na volta às aulas, crianças podem ter ‘doenças da adaptação’

Medico afirma que pais devem trabalhar com a prevenção e educação dos filhos
Na volta às aulas, crianças podem ter ‘doenças da adaptação’

Nos primeiros dois anos de creche ou escolinha é comum as crianças terem de 7-8 infecções da área da otorrino (na grande maioria elas são virais ) durante cada ano ou seja quase uma por mês. O otorrinolaringolista Paulo Mendes Jr , do Centro da Rinite do Hospital IPO, de Curitiba, ressalta que este tipo de doenças são comuns nesta etapa de ensino. Sobre o tratamento o especialista afirma que a melhor forma de combatê-las é tentar fortalecer o sistema imunológico da criança com uma boa alimentação. Sendo virais, não precisam de antibióticos, mas mesmo assim, incomodam muito as crianças e aos familiares, principalmente pela frequência e claro muito pela intensidade dos sintomas, diz.

Por que estas infecções acontecem?
Mendes Junior explica que esta manifestação ocorre devido a nova adaptação dos pequenos ao um novo ambiente em que existem outros vários bebês com seus germes característicos de suas casas. Ou seja, nós temos micro-organismos em nosso corpo, e assim as crianças já estão acostumadas a eles, mas quando começam a frequentar um outro ambiente com pelo menos 10-15 outras crianças com seus germes de suas famílias, elas terão mais dificuldade de adaptação para com o seu sistema imune, explica.

E Infelizmente, é difícil para as professores impedirem estas transmissões de vírus e bactérias entre elas e muitas vezes, até elas ficam doentes. Apesar da frequência com as crianças ficam acomentidas por este tipo de problema, ele não deve ser ignorado, porém, também não é motivo para que as mães se preocupem em damasia. O ideal, aconselha Mendes Junior, é que elas fiquem atentas ao comportamento dos filhos e, a medida que apareçam os sintomas, busquem ajuda especializada.
Além disso, Mendes Junior cita também alguns comportamentos de prevenção que devem ser adotados. Um deles diz respeito a conscientização dos pais, que devem evitar de levar à escolinha os filhos quanto estes estiverem doentes. Essa atitude evitar que outras crianças se contaminem e, depois, ocorra a formação de um ciclo vicioso.

 

Como cuidar da saúde das crianças na escolinha

Conscientização
1 — Seu bebê está doente, evite enviá - lo para a escolinha, assim evitará que outras crianças se contaminem, e depois virando um ciclo vicioso que depois ela mesma será novamente infectada!

Higiene
2 — Lave bastante o nariz com soro fisiológico, pois assim evita que secreções se acumulem no nariz e favorecem elas ocasionarem: sinusites, tosse, otites etc! Principalmente,pela manhã, uma a duas vezes durante o dia e quando voltarem da escolinha/creche.

Educação
3 — Ensiná - las a lavarem sempre as mãos, não compartilharem chupetas, mamadeiras, lenços/mantinhas que vão na boca e nariz.

Alergias
4 — Algumas crianças com secreção exagerada e que pioram a tosse a noite, pensar em intolerância a lactose como também doença do reflexo gastro esofágico.

Hidratação
5 — Os ensinem a tomar bastante água. Evitar suco de caxinhas, achocolatados, refrigerantes, chás e cafés. A água ajuda a hidratação e consequentemente a deixar as secreções fluidas é assim mais fáceis de serem expelidas.

Ajuda médica
6 — Mesmo assim, apresentam sintomas rotineiros, procurem um pediatra e ou um otorrino de confiança para maiores informações como também indicações de medicamentos que podem melhorar à imunidade!!!!!

 

DESTAQUES DOS EDITORES