Nadal e Djokovic arrasam e avançam às oitavas em Roland Garros; Soares cai

Rafael Nadal e Novak Djokovic arrasaram seus adversários nesta sexta-feira, pela terceira rodada de Roland Garros. Espanhol e sérvio, maiores candidatos ao título em Paris, avançaram às oitavas de final. Já o brasileiro Bruno Soares se despediu na segunda rodada da chave de duplas masculinas.

Djokovic foi o primeiro a entrar em quadra nesta sexta. E não teve qualquer dificuldade contra o esloveno Aljaz Bedene, atual 195º do mundo. O líder do ranking venceu por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/2. Ele faturou cinco quebras de saque ao longo da partida, finalizada em 1h44min, e não perdeu o serviço em nenhum momento.

O favorito anotou ainda 30 bolas vencedoras, contra 23 do tenista da Eslovênia. E cometeu apenas 18 erros não forçados, diante de 37 do adversário. Nas oitavas, Djokovic vai enfrentar o argentino Diego Schwartzman, que superou o búlgaro Grigor Dimitrov por 6/3, 6/1 e 6/2. O sérvio nunca perdeu para o sul-americano no circuito - são seis vitórias consecutivas. O confronto será o de número 100 do sérvio em Roland Garros.

Elevando seu nível a cada jogo, o líder do ranking tenta em Paris igualar o recorde de títulos de Grand Slam, que pertence atualmente a Nadal, com 21 troféus. Os dois poderão vir a se enfrentar na fase de quartas de final.

Nesta sexta, o espanhol fez a sua parte para se aproximar desse duelo. O dono de 13 títulos em Paris superou o holandês Botic Van De Zandschulp, 29º do mundo, por 3 a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/4, em 2h11min.

Apesar de dominante, Nadal não apresentou performance tão forte quanto a de Djokovic. Ele sofreu duas quebras de saque e se impôs no serviço do rival em seis games. Terminou o jogo com 25 bolas vencedoras, contra 19 do holandês. Porém, cometeu menos erros não forçados: 13 a 31.

Nas oitavas, o tenista da Espanha vai enfrentar o canadense Felix Auger-Aliassime (9º cabeça de chave), que avançou ao derrubar o sérvio Filip Krajinovic por 7/6 (7/3), 7/6 (7/2) e 7/5.

No feminino, mais duas cabeças de chave se despediram nesta sexta. Atual campeã olímpica, a suíça Belinda Bencic (14ª) foi superada pela canadense Leylah Annie Fernandez (17ª), atual vice-campeã do US Open, por 7/5, 3/6 e 7/5. A vencedora terá pela frente a americana Amanda Anisimova (27ª), que avançou diante do abandono da checa Karolina Muchova no terceiro set: 6/7 (7/9), 6/2 e 3/0.

Já a alemã Angelique Kerber, ex-número 1 do mundo e 21ª cabeça de chave, foi derrotada pela belarussa Aliaksandra Sasnovich por 6/4 e 7/6 (7/5). Sasnovich encara agora a italiana Martina Trevisan, que superou a australiana Daria Saville por 6/3 e 6/4. As cabeças de chave Coco Gauff (18ª) e Elise Mertens (31ª) avançaram.

BRASILEIRO CAI NAS DUPLAS

Sem ritmo no saibro, Bruno Soares e Jamie Murray foram eliminados logo na segunda rodada da chave de duplas masculinas em Paris. Brasileiro e escocês perderam para os americanos Mackenzie McDonald e Tommy Paul por 2 sets a 1, com as parciais de 7/6 (9/7), 4/6 e 6/3.

A dupla vinha de uma estreia bem tranquila em Roland Garros. Mas estava sem ritmo porque disputaram apenas um torneio no saibro na temporada antes de Paris. No Torneio de Genebra, foram eliminados logo na estreia, neste mês.

A superfície não é a favorita deles, que costumam se destacar na quadra dura - os títulos de Grand Slam da parceria vieram no US Open e no Aberto da Austrália. Em Roland Garros, o melhor resultado do brasileiro foi o vice-campeonato, em 2020.

Atual número 21 do mundo no ranking de duplas, o tenista brasileiro ainda busca seu primeiro título do ano. Ele soma agora sete vitórias e nove derrotas nas duplas masculinas em 2022.