Publicidade

Não há acordo para adiar tramitação da PEC 45, diz relator da reforma tributária

O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 45 de reforma tributária, deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), informou que não há acordo para deixar as mudanças no sistema tributário para o ano que vem. Ao jornal O Estado de S. Paulo, o relator disse que vai continuar tocando os trabalhos para fazer o seu parecer. Nesta terça-feira, 22, mesmo, tem reuniões técnicas com representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).

Mais cedo, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou que a reforma tributária ficará para o ano que vem.

"Não tem acordo (para adiar). Estamos tocando. Não tem mudança. O acordo que tem com o Senado é buscar uma solução política que atenda ao País", disse Ribeiro, destacando que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AM), vai criar uma comissão mista entre Senado e Câmara para buscar uma convergência de propostas.

"É matéria muita complexa não dá para esperar boa vontade", afirmou o relator da PEC 45, de autoria do líder do MDB, deputado Baleia Rossi (SP).

Para o relator, seria um grande equívoco para o País adiar a reforma tributária. "Quem tem compromisso para o País vai querer aprovar rapidamente", disse.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES